Gestão de vendas pela internet: ferramentas que vão fazer a diferença

por Pedro Henrique Sobral Quinta-feira, 01 de outubro de 2020   Tempo de leitura: 4 minutos

Se você deseja começar a vender online, deve atentar-se ao uso de algumas ferramentas. A primeira delas é a plataforma de e-commerce escolhida. Esse, sem dúvida, será o core business da operação digital. Isso porque lhe permitirá a gestão não só das vendas, mas também de todos os processos essenciais para que a loja virtual funcione corretamente e se mantenha ativa.

Sendo assim, é interessante escolher uma solução que oferece benefícios completos. Como, por exemplo, integração com marketplaces, ferramentas e apps que podem complementar o ecossistema de vendas. Essas características dispensam a contratação de um hub de integração, diminuindo custos e otimizando lucro.

Após se certificar de ter explorado todos os benefícios e recursos do serviço digital contratado, recorra a um bom ERP (Sistema Integrado de Gestão Operacional). A ferramenta deverá ser integrada à loja virtual auxiliando na emissão de notas fiscais, integrando a loja física com a virtual, além de otimizar processos operacionais.

Também é importante pensar em bons intermediadores de pagamentos. Eles irão garantir a aprovação dos pedidos, pagamento e recebimento dos valores transacionados, gerando segurança tanto para o vendedor como para o comprador.

Para aumentar a taxa de conversão e ainda garantir uma boa experiência para o cliente, conte com uma boa ferramenta de frete e envio. Com ela será possível conseguir descontos em determinadas negociações e, principalmente, garantir que o produto chegue ao cliente final com qualidade satisfação na entrega.

Configurações das ferramentas

Cada uma das ferramentas pode ser configurada em momentos diferentes da operação ou nível de vendas do lojista. Entretanto, o interessante é trabalhar de forma simultânea. Imagine uma máquina com várias engrenagens. Se uma não funcionar direito, todas as demais podem ser prejudicadas.

Essencialmente, a plataforma de e-commerce, o ERP, o intermediador de pagamentos e frete/envio devem ser configurados antes de inaugurar a loja. Após a publicação na Internet, as ferramentas de marketing serão o combustível da máquina.

Vantagens de uma boa plataforma de e-commerce

As vendas pelo e-commerce permitem a utilização de diversas ferramentas que podem otimizar as vendas. Por isso, ao optar por uma plataforma integrada, você garantirá o sucesso em sua gestão. Conforme ele evoluir em suas vendas e adquirir expertise no mercado, poderá implementar mais ferramentas em seu e-commerce e, com tantas opções disponíveis, ter tudo isso integrado em um único painel. Isso facilita a gestão, além de minimizar falhas ou erros que podem gerar prejuízo financeiro.

Transformando um negócio físico

Em muitos casos as vendas no varejo físico ficavam limitadas apenas à cidade do lojista. No e-commerce, porém, abre-se as portas para vender em todo Brasil. Uma dica que eu compartilho com você que está migrando do universo físico para o virtual, é: foque na divulgação da loja online onde você já é conhecido.

Aposte, por exemplo, na cidade onde você atua. Para alcançar esse público específico de forma efetiva, utilize o Facebook Ads e Instagram Ads, criando campanhas direcionadas e segmentadas para o público certo. Logo terá menos custos com frete, dará mais credibilidade ao e-commerce recém-criado e começará a ter mais prática no uso das ferramentas.

Vendas online podem auxiliar PMEs 

Neste período de pandemia, vender online é praticamente a única opção. A internet ganhou mais presença na rotina das pessoas, o que possibilita alcançar um número ainda maior de possíveis clientes.

Além disso, o e-commerce não é apenas a solução a curto prazo, mas sim de médio e longo prazo. Afinal, quando o distanciamento social acabar as pessoas continuarão propensas a comprar pela internet. Portanto, as vendas online que já se popularizaram antes da pandemia vão ganhar mais força no pós-pandemia.

Nesse contexto, diversas lojas adotaram as vendas WhatsApp como recurso principal para sobrevivência. De toda forma, afirmo que isso não é suficiente.

Para de fato escalar as vendas, é necessário evoluir o negócio para uma plataforma de e-commerce. Você deve criar sua loja virtual própria e integrar com os marketplaces, para assim construir uma boa presença digital no mundo pós-pandemia da Covid-19.

Gostou desse artigo? Não esqueça de avaliá-lo!
Quer fazer parte do time de articulistas do portal, tem alguma sugestão ou crítica?
Envie um e-mail para redacao@ecommercebrasil.com.br

Você recomendaria esse artigo para um amigo?

Nunca

 

Com certeza

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.