Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Investimentos em tecnologia serão centrais para os consumidores, diz gerente do eBay

Segunda-feira, 15 de julho de 2019   Tempo de leitura: 8 minutos

O e-commerce cresce, continuamente, há dois dígitos e o Brasil acompanha essa expansão. O Portal E-Commerce Brasil entrevistou o representante de um dos maiores e-commerces do mundo. Xavier Aguirre, Gerente Sênior de Desenvolvimento de Negócios do eBay para a América Latina, que deixou suas impressões sobre o mercado atual.

Aguirre, que participará da 10ª edição do Fórum E-Commerce Brasil 2019, descreveu como melhorar a relação entre empresas e consumidores, comentou sobre a estratégia omnichannel, o futuro do e-commerce e esclareceu uma das maiores dúvidas do setor: como se tornar um vendedor global?

fachada de uma das sedes do ebay

E-commerce Atual

E-Commerce Brasil – Como você avalia o e-commerce atualmente?

Xavier Aguirre – Desde o princípio, o e-commerce tem mudado a forma como o varejo global opera. Sua importância é crucial para a indústria mundial de comércio, na medida em que o e-commerce ajuda a reduzir os custos do ciclo comercial para os vendedores – que podem ter, a um custo menor do que o de lojas físicas, uma loja aberta 24 horas por dia em seus sites e marketplaces – enquanto garante aos compradores milhões de opções de quaisquer itens que desejem, à distância de um clique.

A trajetória de crescimento do e-commerce no Brasil e na América Latina é incrivelmente forte, mas a chave está em desbloquear o comércio global para a região. Comprar e vender para além do país de origem, por meio do e-commerce, não só dá acesso a novos mercados, mas também ajuda a diversificar a indústria local de varejo.

Essa indústria, por sua vez, torna consumidores e varejistas menos suscetíveis a potenciais impactos negativos de fatores políticos e econômicos locais. Em outras palavras, o comércio internacional, por meio de plataformas como o eBay, ajuda a diversificar e fortalecer o varejo local.

Até o varejo físico pode, de alguma forma, se beneficiar do e-commerce. Pesquisas mostram que cerca de 50% das compras feitas por brasileiros em lojas físicas são, de alguma forma, influenciadas pela internet.

Empresas e consumidores

E-Commerce Brasil – Como o e-commerce pode melhorar a relação entre empresas e consumidores?

Xavier Aguirre – Para os consumidores, o e-commerce faz com que comprar seja muito mais conveniente. Dá acesso a milhares de opções de seus produtos preferidos, facilita a comparação de preços e permite que recebam suas compras em casa, por meio de alguns cliques. Para as empresas o e-commerce, ajuda a reduzir custos de operação e oferece opções infinitas de como apresentar seus produtos e serviços para os consumidores. Além disso, há inúmeras opções de como prestar estes serviços para endereçar as necessidades destes consumidores (chats instantâneos, redes sociais etc), o que ajuda a construir uma relação de confiança com eles.

No eBay, nós também acreditamos que a tecnologia tenha um papel fundamental em moldar como os consumidores compram e os varejistas vendem. No que diz respeito aos consumidores, nós estamos investindo constantemente em tecnologia para aprimorar a experiência de compra e criar novas formas de sanar dúvidas e resolver potenciais conflitos.

A inteligência artificial, por exemplo, está sendo alavancada para criar uma experiência personalizada em larga escala. Isso significa que todos os nossos 180 milhões de consumidores ativos no mundo têm uma experiência de compra customizada, de acordo com suas preferências e histórico. O objetivo é o de promover maior conexão entre consumidores e vendedores para que todas as necessidades sejam atendidas.

Para os varejistas, a tecnologia criou um novo cenário de varejo que não é apenas online. É global, inclusivo e acessível para negócios de todos os tipos e tamanhos. Graças a marketplaces globais, como o eBay, há hoje mais oportunidades do que nunca para que varejistas se integrem ao comércio global e cheguem a consumidores em novos mercados, de maneira segura e eficiente.

Em resumo, a tecnologia quebrou barreiras tradicionais de exportação para os pequenos negócios. E criou um cenário de varejo diversificado que, em última instância, favorece tanto os varejistas quanto os consumidores.

Saiba mais: E-commerce cresce 12% e fatura R$ 53,2 bilhões em 2018, diz Ebit/Nielsen

Omnichannel

E-Commerce Brasil – Por que o omnichannel é uma estratégia essencial para o crescimento de pequenos negócios no varejo?

Xavier Aguirre – Adicionar e diversificar canais de venda ajuda a promover crescimento para pequenos negócios. Garante acesso a um maior números de consumidores e formas de endereçar suas necessidades, especialmente quando falamos em adicionar e-commerce a um negócio predominantemente físico. Isso acontece porque cada consumidor tem um canal preferido para realizar suas compras. E você pode atingir públicos que não sejam contemplados pelos seus canais atuais.

A estratégia omnichannel também ajuda consumidores a lembrarem da sua marca, que estará presente em muitos canais diferentes. Se uma estratégia omnichannel é bem implementada e cada um dos canais de venda é administrado com responsabilidade, com certeza haverá consumidores satisfeitos retornando e contribuindo para o crescimento do negócio.

Xavier Aguirre e o Futuro

E-Commerce Brasil – Qual deve ser o futuro do e-commerce, na sua opinião?

Xavier Aguirre – Para o futuro eu espero que, por meio de investimentos em tecnologia e desenvolvimento de inteligência artificial, assistamos a um crescimento ainda maior do uso de martketplaces por varejistas de pequeno e grande portes.

Este crescimento pode ser alavancado pelas vantagens de se impactar milhões de consumidores do mundo todo por meio de comércio transnacional. Cria uma comunidade de varejo verdadeiramente global, em que compradores terão acesso aos seus produtos preferidos em qualquer hora e lugar. Investimentos em tecnologia também serão centrais para os consumidores, na medida em que garantirão a eles uma experiência cada vez mais personalizada, de acordo com suas preferências e histórico.

Vendedor Global

E-Commerce Brasil – Como se tornar um vendedor global?

Xavier Aguirre – Marketplaces como o eBay são a melhor forma de pequenos varejistas se tornarem vendedores globais, sem encarecerem muito seus negócios. Quem quer começar a exportar seus produtos precisa garantir: uma conta organizada; um bom conhecimento de seu mercado e dos mercados para os quais quer exportar – inclusive das questões legais que incidem sobre os seus produtos nestes mercados; um catálogo competitivo de produtos, seja por peças únicas ou por bons preços; uma compreensão do processo de exportação de seus produtos; uma compreensão dos fatores que impactarão o preço final do produto, que aparecerá para os consumidores; um bom SAC para endereçar as necessidades de seus clientes e garantir uma boa avaliação; e uma compreensão de como vendedores são avaliados, para que o varejista atenda a esses critérios e ganhe credibilidade.

Por Rafael Chinaglia, da redação do E-Commerce Brasil

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.