Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Hortifruti Natural da Terra utiliza Whatsapp como motor de vendas digital

Segunda-feira, 25 de outubro de 2021   Tempo de leitura: 3 minutos

A aplicação do WhatsApp como meio de comunicação pessoal está consolidada na maioria dos países, mas o uso profissional tornou-se algo mais corriqueiro nos últimos meses. Com a pandemia, principalmente, qualquer forma de encurtar bloqueios e gerar lucro foi vista com bons olhos e, dessa forma, o Hortifruti Natural da Terra reforçou suas vendas digitais por meio do app.

A empresa, fundada no Espírito Santo em 1989, chegou ao mercado paulistano em 2015, apesar de já operar no Rio de Janeiro desde 1997. Em apresentação ao Grocery&Drinks, Nilton Moura, head de Digital Commerce do Hortifruti Natural da Terra, representou a marca e mostrou alguns detalhes sobre a estratégia de venda baseada no aplicativo de conversas.

“Com o crescimento do delivery durante a pandemia da covid-19, precisávamos nos adaptar ao novo comportamento do público. Com unidades tradicionais (55), dask/sistema ágil (2) e leve/conveniência (18), apostamos na qualidade dos produtos frescos, mas entregues com eficiência e agilidade nos processos”, disse.

Com NPS digital de 77%, o share digital, ou seja, a distribuição das compras do hortifruti, está pouco acima de 16,4%. Entre os canais digitais citados por Moura, o Whatsapp tem a maior participação (50%), seguido de marketplaces que também compõe positivamente a distribuição dos produtos (30%) e, por fim, site/app (20%) com a menor parcela.

“A venda por WhatsApp é para pessoas mais velhas, mostrando a mudança no comportamento do consumidor. A estratégia digital para criação do hábito com este e outros públicos, portanto, inclui receita, eficiência e crescimento.

O executivo mostrou como a operação digital do Hortifruti Natural da Terra mudou com o cenário pandêmico. Em suma, os dados mostram que pessoas com pouca afinidade com o e-commerce se digitalizaram, além de site/aplicativo serem mercados maduros e o WhatsApp ser a verdadeira inovação na jornada do consumidor.

Alguns dados de crescimento

  • Pré-covid

venda omnichannel: 1%;
operação de terceiros.

  • Pico covid

venda: 20 a 30% (mais rápida também);
operação 70% própria.

  • Nova realidade (quase pós-covid)

venda: 16% (menos de quatro horas de entrega);
operação 92% própria;
canais: WhatsApp e site.

Leia também: Amazon Fresh: consumidor é a maior influência para constituir marca e experiência

Por Lucas Kina, em cobertura especial para o Congresso Grocery & Drinks

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER