Redação E-Commerce Brasil

Via Varejo compra desenvolvedora especializada em comércio eletrônico

Terça-feira, 03 de novembro de 2020   Tempo de leitura: 3 minutos

A Via Varejo anunciou a compra da I9XP, uma empresa desenvolvedora de softwares especializada em comércio eletrônico. “Com a aquisição, colocamos para dentro 120 desenvolvedores altamente especializados em e-commerce“, disse Roberto Fulcherberguer, presidente da Via Varejo. O valor da transação não foi revelado.

A compra vem no sentido de acelerar, principalmente, o marketplace da companhia. Hoje, a Via Varejo tem cerca de 8 mil sellers em sua plataforma, mas a velocidade em que eles são aceitos e começam a operar ainda é um ponto a se desenvolver na empresa.

Antes, eram aceitas cerca de 100 lojas por mês. Durante o terceiro trimestre, a média foi acelerada para 600 a 1.000 novos comércios na plataforma mensalmente. “Com a aquisição, destravamos essa operação e vamos chegar ao tempo real. Temos uma fila de sellers para entrar”, disse Fulcherberguer ao Broadcast Estadão.

Apesar da proposta de rapidez, a empresa afirma que não vai deixar de exigir a formalização dessas empresas, emissão de nota fiscal, bem como monitorar o serviços que elas prestam. Essa é uma discussão recorrente no setor, já que há iniciativas legislativas que responsabilizam os marketplaces pela sonegação de impostos de suas lojas parceiras. O que pode ser um problema para quem não exerce esse controle sobre os lojistas parceiros.

Expansão do marketplace da Via Varejo

Com a compra, a Via Varejo busca alcançar os concorrentes que já estão mais avançados no chamado 3P e dá mais um passo no caminho que já havia anunciado a respeito de passar de varejista a provedora de soluções logísticas para seu próprio marketplace.

“Com o ganho tecnológico que a I9XP nos traz, vamos acelerar bastante o marketplace e a omnicanalidade, a conexão entre online e lojas, além de também acelerar a possibilidade do seller usar nossa logística e o nosso crediário”, afirmou Fulcherberguer à publicação.

Quanto a novas aquisições, o presidente do grupo diz: “Fizemos capitalização, estamos com caixa e atentos”. Ele adianta que está munido do ponto de vista da logística, que ficou mais completa com a AsapLog, adquirida em abril deste ano.

Leia também: “A China é o futuro do Brasil no e-commerce”, afirma diretor do Aliexpress

Fonte: Broadcast Estadão

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.