Redação E-Commerce Brasil

Vendas globais no e-commerce seguem em alta na pandemia, com crescimento de 19% em julho

Sexta-feira, 14 de agosto de 2020   Tempo de leitura: 4 minutos

As vendas globais no e-commerce aumentaram 19% em julho de 2020 em comparação com julho de 2019, de acordo com análise da ACI Worldwide. Os dados também mostraram que as vendas de itens para uso ao ar livre tiveram o maior aumento na comparação ano a ano, de 9% em 2019 para 12% em 2020.

As fraudes continuam a aumentar à medida que os criminosos se aproveitam dos métodos de pagamento sem cartão físico, o que inclui métodos de retirada na loja ou em pontos de coleta.

Enquanto as transações fraudulentas por volume foram ligeiramente menores em 2020 (2,3%) em comparação com 2019 (2,6%), os dados mostraram que as transações fraudulentas por maior valor agregado foram maiores em 2020 (4,4%) em comparação com 2019 (3,7%).

“Os fraudadores miram em itens de maior valor agregado, como eletrônicos e marcas de luxo, especialmente em meios que são novidade, como a coleta presencial na rua ou estacionamentos”, disse Debbie Guerra, vice-presidente executiva da ACI Worldwide.

As vendas globais de comércio eletrônico continuaram a aumentar no comparativo anual nos Estados Unidos (13%), Reino Unido (17%) e Ásia-Pacífico (43%), impulsionadas por subsetores tais como DIY (sigla em inglês para “faça você mesmo”), vestuário, álcool, downloads digitais e jogos.

“Nós continuamos a ver um aumento anual expressivo e acima da média nas vendas de e-commerce”, continuou Guerra. “À medida que mais lojas físicas reabrem com restrições contra a Covid-19, observamos um ligeiro aumento nas transações de cartão físico; no entanto, é esperado que a tendência do e-commerce continue no cenário pós-Covid, conforme os consumidores experimentem a conveniência e a velocidade dos pagamentos digitais”.

Tendências de compra no e-commerce

  • Os setores que continuam a experimentar um grande aumento em julho incluem jogos (aumento de 52%) e varejo (aumento de 48%).
  • Os setores que continuam experimentando uma grande redução em julho incluem viagens (redução de 16%) e emissão de bilhetes (redução de 86%).
  • Os consumidores gastaram US$ 52 em média em pedido de itens de EPI (Equipamentos de Proteção Individual).
  • O ticket médio de compras legítimas caiu US$ 26 em 2020 em comparação com 2019.
  • O volume de compras aumentou na comparação anual em todas as regiões: o EMEA (Europa, Oriente Médio e África) aumentou 17%, impulsionado pelas compras de itens DIY (do it yourself). Os EUA subiram 13%, impulsionados por jogos e compras de vestuário. O APAC (Ásia-Pacífico) aumentou 43%, impulsionado por compras de álcool e jogos.

Tendências de fraude

  • O valor transacional das tentativas de fraude foi de 3,5% em julho, impulsionado pelas compras de eletrônicos como laptops, TVs e webcams.
  • O ticket médio para tentativas de fraude aumentou em US$ 10 no período de janeiro a julho de 2020, em comparação com o mesmo período em 2019.
  • Os estornos* relativos a compras não fraudulentas aumentaram em 23% em junho de 2020, em comparação com junho de 2019.

* Como os estornos levam aproximadamente 45 dias para serem processados, os dados completos mais atuais são de junho de 2020.

Leia também: Turismo é setor que mais cresceu no e-commerce brasileiro em julho

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.