Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Vendas do Dia dos Solteiros do Alibaba crescem 8,5%, ritmo mais lento de todos os tempos

Friday, 12 de November de 2021   Read time: 4 minutes

Nesta sexta-feira, o Alibaba Group Holding Ltd (9988.HK) afirmou que as vendas durante o frenesi anual de compras do Dia dos Solteiros cresceram 8,5%, taxa mais lenta de todos os tempos. Na ocasião, destacou como principais motivos para a baixa foram os fortes ventos contrários regulatórios e da cadeia de suprimentos às empresas de tecnologia da China. Vale destacar que o grupo realizou forte investimento para as vendas deste ano, com voos fretados e criação de centros logísticos. No Brasil, aliás, a promessa era de produtos com até 80% de desconto.

O gigante do comércio eletrônico chinês disse que as vendas, ou “valor bruto da mercadoria” (GMV), durante o evento do Dia dos Solteiros de 11 dias que terminou na quinta-feira, subiram para 540,3 bilhões de yuans (US$ 84,5 bilhões), em comparação com um crescimento de 26% no ano passado.

As vendas cresceram dois dígitos a cada ano desde que o Alibaba fundou o festival em 2009 e o transformou no maior festival de vendas online do mundo, superando a Cyber ​​Monday nos Estados Unidos. Isso mudou a gala para um evento de vários dias no ano passado.

Leia também: Via registra lucro de R$ 101 milhões no 3º trimestre

Os resultados vêm na medida em que o consumo geral na China desacelera o anúncio de uma versão relativamente silenciosa de um festival de vendas que o Alibaba uma vez promoveu agressivamente.

Antes do início do período de vendas, os analistas esperavam que o Alibaba registrasse apenas um pequeno aumento no GMV este ano. Neste caso, citavam a desaceleração das vendas no varejo, escassez de fornecimento, interrupções de energia e bloqueios por conta da Covid-19.

Mudança de abordagem do Dia dos Solteiros

No ano passado o Dia dos Solteiros ocorreu em um evento de 11 dias, com as melhores ofertas concentradas em dois períodos de desconto: 1º a 3 de novembro e 11 de novembro. Este ano, o Alibaba minimizou seus números de vendas e elogiou suas iniciativas de bem-estar social nas horas finais do festival do Dia dos Solteiros na quinta-feira, marcando uma mudança no tom do evento altamente divulgado.

Evitando a famosa contagem de transações dos anos anteriores, o grupo pediu aos espectadores de uma transmissão ao vivo de três horas que clicassem em “curtir” e ajudassem a arrecadar US$ 156.359,90 para uma reserva de elefantes de 81 hectares no sudoeste rural da China.

A gigante do comércio eletrônico diminuiu o entusiasmo do marketing em meio ao aperto regulatório das autoridades chinesas, dizendo que seu foco estava no crescimento sustentável este ano.

Em anos anteriores, o Alibaba divulgava a demanda dos consumidores chineses por máquinas de lavar, smartphones e maquiagem com uma apresentação noturna de estatísticas. Dessa vez, usou o marketing para destacar iniciativas como um programa que auxilia pessoas com deficiência na compra de roupas e os esforços para usar embalagens mais ecológicas.

Leia também: NBCUniversal vai lançar live commerce no Instagram e outras plataformas

Ainda assim, o Dia dos Solteiros continua sendo uma grande atração para milhões de comerciantes e compradores, com negócios espalhafatosos e transmissões ao vivo. De acordo com a empresa, quase 400 marcas, incluindo Apple Inc (AAPL.O) e L’Oreal SA (OREP.PA) , arrecadaram mais de US$ 15 milhões em vendas cada uma até o meio-dia de quinta-feira.

Multas e restrições regulatórias

O evento de compras acontece após um ano de restrições regulatórias em curso por parte das autoridades chinesas em vários setores, durante o qual o Alibaba foi um alvo frequente.

O gigante do comércio eletrônico foi multado em um recorde de US$ 2,8 bilhões por comportamento monopolista em abril. Seu fundador, Jack Ma, empresário de maior destaque da China, se retirou da vista do público após criticar os reguladores chineses há um ano.

Na quarta-feira, sua rival Tencent Holdings (0700.HK) registrou o crescimento de receita mais lento desde que abriu o capital em 2004, prejudicada por uma repressão regulatória.

Fonte: Reuters

Leave your comment

0 comments

Comments

Your email address will not be published.

Commenting as Anonymous

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER