Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Varejo online fatura R$ 3,2 bi na Black Friday, estima Ebit|Nielsen

Segunda-feira, 02 de dezembro de 2019   Tempo de leitura: 3 minutos

O varejo brasileiro online faturou R$ 3,2 bilhões na Black Friday de 2019, aponta levantamento da Ebit|Nielsen. O dado é referente à receita registrada na quinta-feira (28), e na sexta-feira (29). O montante representa alta de 23,6% em relação à edição de 2018, quando as vendas somaram R$ 2,6 bilhões. O gasto médio por consumidor, no entanto, caiu de R$ 608 para R$ 602, queda de 1,1%.

“Os números da Black Friday comprovam que o evento já faz parte do calendário de compras do brasileiro, com crescimento ano a ano”, disse a líder da Ebit|Nielsen, Ana Szasz. “E as lojas mais tradicionais se mostraram mais preparados para o período promocional, ao entender o que o mercado queria”, afirmou também.

Além disso, as vendas confirmam a tendência de o consumidor adquirir a partir de dispositivos móveis. A Ebit|Nielsen identificou que 55% dos pedidos foram feitos a partir de celulares. Na comparação com 2018, a alta foi de 103%.

O faturamento via mobile neste ano chegou a R$ 1,7 bilhão, enquanto nos mesmos dias do ano passado foi de R$ 830 milhões, uma expansão de 95%. O tíquete médio para a compras por esse meio foi de R$ 574, frente aos R$ 552 do ano anterior, alta de 4%.

“Já vínhamos falando ao longo do ano sobre “Mobile First” (dispositivos móveis em primeiro lugar) e de fato essa Black Friday se consolidou como o evento onde mais compras foram feitas por este formato. Garantir uma boa experiência mobile foi o diferencial para bons resultados”, explica Ana Szasz.

Número de novos consumidores online

As promoções online da Black Friday 2019 levaram 418 mil brasileiros a comprar pela primeira vez via internet, uma alta de 12% em relação a 2018. A base total de compradores online no Brasil neste ano foi de 2,85 milhões, uma expansão de 18,1% versus a mesma data no ano passado.

Entre os motivadores para a adesão ao varejo online pelos brasileiros, a Ebit|Nielsen destaca que Instagram ultrapassou o Facebook e se tornou a mídia que mais motiva as compras.

Participação por regiões

No recorte regional, a Ebit|Nielsen indica que, na quinta-feira de Black Friday 2019, a região Sudeste liderou o volume de pedidos com 64%, seguida pelo Sul com 14%. O Nordeste aparece logo após com 12% das compras, Centro-Oeste com 7% e, por último, o Norte com 3%.

Black Friday prolongada e Cyber Monday

As promoções de Black Friday não se encerraram na sexta-feira, muitos varejistas devem continuar com as promoções ao longo de sábado (30) e domingo (1º). A Ebit|Nielsen seguirá com seu monitoramento ao longo destes dias e, pela tendência dos últimos dias, os consumidores devem continuar comprando.

Para quem deseja comprar produtos eletrônicos e de informática, nesta segunda-feira (2) acontece a Cyber Monday, data também importada do calendário do comércio norte-americano destinada a produtos destas categorias.

Leia também: Consumidores dos EUA preferem comprar online no início da Black Friday

Monitoramento do fim de semana

O fim de semana pós-Black Friday foi de compras para o consumidor brasileiro, que continuou aproveitando as ofertas do varejo online. De acordo com o levantamento, houve faturamento de R$ 1,15 bilhão na soma de sábado e domingo. O crescimento é de 21% na comparação com 2018, quando o total em vendas nestes dias foi de R$ 949 milhões.

Já o volume de pedidos chegou a 2,43 milhões, versus 1,87 milhão no mesmo período do ano anterior, variação de 30%. O tíquete médio teve queda de 7% frente a 2018 (R$ 507), ficando em R$ 471.

“O brasileiro continuou adquirindo ao longo deste fim de semana, mas pela análise do tíquete médio, verificamos que foram itens de menor valor agregado. O final de semana foi usado para terminar as compras da Black Friday em si, quando as escolhas se concentraram mais em produtos de maior valor”, analisa Szasz.

Vendas mobile em ritmo forte

As vendas durante este fim de semana por meio de dispositivos móveis chegaram a R$ 668 milhões, alta de 67% face a 2018 (R$ 401 milhões).

A Ebit|Nielsen verificou ainda uma expansão de 81% no volume de pedidos durante o sábado e o domingo de 2019 (1,5 milhão), enquanto no ano anterior o total foi de 832 mil pedidos. Na comparação com 2018, o tíquete médio para as compras por esse meio tiveram queda de 8%: R$ 444 (2019) e R$ 482 (2018).

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.