Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Varejo brasileiro cresce 5,2% em outubro, aponta ICVA

Sexta-feira, 15 de novembro de 2019   Tempo de leitura: 3 minutos

As vendas no varejo brasileiro cresceram 5,2% em outubro, descontada a inflação, em comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA). Em termos nominais, que espelham a receita de vendas observadas pelo varejista, o ICVA apresentou alta de 6,9%.

Efeitos de calendário beneficiaram o resultado de outubro deste ano. O Dia das Crianças caiu em um sábado, data de forte movimentação do comércio. Houve ainda uma quinta-feira a mais e uma segunda-feira a menos que em outubro do ano passado. Quinta-feira, normalmente, é um dia melhor para as vendas que segunda-feira.

Descontados estes efeitos, o ICVA de outubro aponta desaceleração do crescimento das vendas em relação a setembro.

Inflação

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), apurado em outubro pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), apontou alta de 2,54% no acumulado dos últimos 12 meses, com variação de 0,10% no mês. Os grupos de Vestuário, Saúde e cuidados Pessoais e Transportes contribuíram para a aceleração do índice.

Ao ponderar o IPCA pelos setores e pesos do ICVA, a inflação no varejo ampliado foi de 1,6% ante 2,1% em setembro.

Setores

Descontada a inflação e com o ajuste de calendário, o bloco de Serviços apresentou aceleração enquanto Bens não duráveis e Bens Duráveis e Semiduráveis desaceleraram.

No bloco de Serviços, os que mais contribuíram para este resultado foram Turismo e Transporte e Alimentação – Bares e Restaurantes.

No grupo de Bens não duráveis, o segmento de Supermercados e Hipermercados diminuiu o ritmo de crescimento das vendas.

Entre os setores de Bens Duráveis e Semiduráveis, o segmento de Móveis, Eletro e Departamento foi o que mais contribuiu para a desaceleração do índice.

Regiões

Com exceção da região Norte, que apresentou aceleração na passagem mensal, todas as outras regiões registraram desaceleração de acordo com o ICVA deflacionado e com ajuste de calendário. A região Norte verificou alta de 7,8%, seguida pelas regiões Sul (6,0%), Centro-Oeste (5,3%), Nordeste (4,6%) e Sudeste (1,7%).

Pelo ICVA nominal – que não considera o desconto da inflação –, o destaque foi a região Norte, com alta de 10,3%. Ela foi seguida por Sul (8,0%), Nordeste (7,7%), Centro-Oeste (7,4%) e Sudeste (6,2%).

Leia também: E-commerce não para de crescer e deve representar R$ 60 bi em 2019, diz Nielsen

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.