Redação E-Commerce Brasil

Varejistas perdem U$1,75T com excesso de estoque, item indisponível e devolução

Quinta-feira, 07 de maio de 2015

Varejistas perdem $1,75 trilhões de dólares por ano em custos com excesso de estoque e devoluções desnecessárias de acordo com uma nova pesquisa da IHL Group, encomendada pela OrderDynamics.

A pesquisa inserida num contexto de economia varejista de $14,5 mostra que esses resultados de ineficiência em “itens deixados na mesa e perda de vendas poderiam estar disponíveis”.

As perdas  discriminadas por categoria incluem $642,6 bilhões em devoluções que poderiam ser evitadas, $634,1 bilhões em produtos indisponíveis (fora de estoque) e $471,9 bilhões com excesso de estoque.

No total, a maioria dos varejistas perdem 11,7% de suas receitas devido ao excesso de estoque, produtos indisponíveis (fora de estoque) e devoluções evitáveis. Se resolvessem essas ineficiências, de acordo com o estudo, os varejistas poderiam arrecadar $117 milhões em receita para cada $ 1 bilhão de vendas.

“Os varejistas focam na variedade de formas para alcançar a receita e aumentar suas vendas anuais, mas poderiam obter ótimos ganhos se aproveitassem as oportunidades que têm em mãos e que escapam entre os dedos”, diz o presidente da IHL Greg Buzek. 

O que causa o excesso de estoque e a falta de produtos no estoque? As três maiores fontes de distorção do estoque são falhas internas nos processos, questões administrativas e falta de integração entre dados e sistema.

Recentemente a coleção Lilly Pulitzer da Target ficou fora de estoque em menos de 24 horas após seu lançamento, criando um grande buzz. A popular edição limitada dos 250-itens levou o site ficar fora do ar por 20 minutos, criando filas do lado externo das lojas físicas e levou consumidores frustrados a irem até as redes sociais para demonstrarem seu descontentamento.

Fonte: Fierce Retail

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER