Redação E-Commerce Brasil

Linx afirma que Totvs incluiu conselheiros em documento sem permissão

Sexta-feira, 30 de outubro de 2020   Tempo de leitura: 2 minutos

A Linx informou que a Totvs incluiu indevidamente seus dois membros independentes do conselho de administração no protocolo e justificativa para compra da empresa.

O documento foi divulgado na terça-feira (27) e servirá como referência para que os acionistas da Totvs decidam, na assembleia marcada para 27 de novembro, se aprovam a operação.

Na página 21 do protocolo, já nas folhas de assinatura, foram incluídos os nomes de João Cox e Roger de Barbosa Ingold, os conselheiros independentes da Linx. A página é precedida por uma em que constam os nomes de Laércio Cosentino, fundador da Totvs e de Gilberto Mifano, do conselho de administração da companhia.

Segundo a Linx, “nenhum dos seus administradores firmou qualquer protocolo e justificação de incorporação ou de incorporação de ações com a Totvs ou qualquer subsidiária da Totvs.”

Disputa acirrada pela Linx

A Totvs e a Stone travam uma batalha para assumir o controle da empresa, numa história cheia de polêmicas de ambas as partes. A Linx marcou para 17 de novembro a assembleia de acionistas que votará a proposta da Stone.

A votação, contudo, é alvo de atenção da B3, que notificou a companhia sobre termos do acordo que, na avaliação da dona da Bolsa, interferem na livre manifestação dos acionistas.

Leia também: B3 reprova multa à Linx por eventual recusa de proposta da Stone

Fonte: Money Times

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.