Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Tony Blair: ‘Há competição para ver qual é o político mais doido, e estamos na frente’

Quarta-feira, 06 de novembro de 2019   Tempo de leitura: 5 minutos

Tony Blair, presidente executivo do Institute for Global Change e ex-primeiro-ministro da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, falou no palco Future Society, sobre o futuro do Reino Unido após o Brexit. Ele foi entrevistado pelo jornalista Phil Collins no Web Summit, em Lisboa, na terça-feira (5). Para Blair, o estado atual da política ocidental é depressivo. “Francamente, há uma competição para ver qual é o político mais doido. Acho que estamos à frente”, declarou.

O ex-primeiro ministro britânico afirma ser necessária a realização de um novo referendo para evitar a saída do Reino Unido da União Europeia, pois acredita que as pessoas estão “mais informadas do que em junho de 2016 e que, tendo a oportunidade de escolher mais uma vez, vão fazer uma escolha diferente”.

Tony Blair defende a realização de novo referendo sobre o Brexit

“Por que o líder atual tem medo de perguntar novamente para que as pessoas repensem e façam uma nova escolha? Por que estão dizendo que essa é uma atitude completamente antidemocrática? Na verdade, é completamente democrático, dadas as circunstâncias em que vivemos os três últimos anos e meio de miséria, confusão e caos”, indagou. Entretanto, Blair deixou claro que o novo resultado da votação — favorável à saída ou não — deverá ser respeitado de toda forma.

Papel da tecnologia

“Os nossos líderes políticos deveriam estar pensando como é que a Inteligência Artificial vai afetar os empregos no futuro ou como podem lidar com as alterações climáticas, e qual é o papel da tecnologia nisso. Mas o parlamento só discute o Brexit e nada mais!”, criticou.

Sobre o impacto das iniciativas de regulamentação dos negócios na internet, Blair afirma que há um risco que todo o debate sobre tecnologia se torne um debate sobre big tech. “As pessoas não entendem que a tecnologia está mudando o mundo, e temos de encontrar maneiras justas para esse novo mundo”.

Leia também: Para Jaden Smith, jovens precisam se envolver na luta pelo meio ambiente

Crescimento da extrema-direita

Questionado acerca do crescimento da extrema-direita em diversos países, Blair disse que a esquerda só tenta acabar com o populismo de direita com a sua própria versão.

“O populismo não são políticas populares, pois todos os políticos querem ser populares. Populismo é quando se explora um problema em vez de resolvê-lo e se navega na raiva em vez de lhe dar resposta. É quando a esquerda diz que o problema é das empresas e a direita diz que são dos imigrantes”, explicou.

Para o ex-primeiro-ministro, a solução tem de partir do centro, pois é preciso estar preparado para construir pontes com quem vota nos populistas de direita. “Isso não significa que se deva replicar essas políticas, mas sim compreender quais são os problemas dessas pessoas, pois, se não o fizer, será difícil criar uma ligação emocional e persuadir as pessoas”, afirmou.

O papel da esquerda, indicou Blair, tem de ser o de mostrar outros caminhos. “O populismo é essencialmente guiado por pessimismo. Se as pessoas forem pessimistas, encontrarão alguém para culpar. Se forem otimistas, vão explorar as oportunidades”.

“É por isso que o desafio para os movimentos progressivos que se construam a partir do centro é o de ter a certeza de que se abordam os problemas genuínos das pessoas e de que se cria uma narrativa de otimismo para mostrar que as próximas gerações podem dar-se melhor”, explicou Blair.

Por Vivianne Vilela, diretora executiva do E-Commerce Brasil, enviada especial para o Web Summit

Leia também: “As redes sociais definem o que pode ou não ser compartilhado”, diz Snowden

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.