Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Em janeiro, ticket médio dos brasileiros com compras online teve aumento de 3%

Sexta-feira, 25 de janeiro de 2019   Tempo de leitura: 1 minuto

Os brasileiros estão gastando mais nas compras online, segundo um levantamento realizado pela Rakuten Digital Commerce. Nos primeiros seis dias de janeiro, o ticket médio subiu 3%, quando comparado com o mesmo período do ano passado, e atingiu o valor de R$ 429.

O setor dos eletrodomésticos é o que apresenta o maior valor gasto pelos consumidores, de R$ 1.101, seguido de materiais de construção com um ticket médio de R$ 861. Já as compras de artigos de papelaria e material escolar registraram um valor médio de R$ 786. “O segmento de papelaria e material escolar teve uma alta de 11% no ticket médio durante o período analisado. Mas isso já era esperado, uma vez que estamos na época de preparação para o volta às aulas”, explica René Abe, CEO e Presidente da Rakuten Brasil.

A maior variação do ticket médio foi registrada no segmento de joias e presentes, com um aumento de 30%. Em segundo lugar está o setor de brinquedos e bebê (27%), seguido por moda e acessórios (20%).

Categorias que tiveram as maiores altas

1 – Joias e Presentes
Ticket médio: R$ 278
Variação: 30%

2 – Brinquedos e bebês
Ticket médio: R$ 337
Variação: 27%

3 – Moda e acessórios
Ticket médio: R$ 314
Variação: 20%

4 – Alimentos e bebidas
Ticket médio: R$ 394
Variação: 15%

5 – Papelaria e material escolar
Ticket médio: R$ 786

Variação: 11%.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.