Redação E-Commerce Brasil

Temer confirma veto ao Refis para optantes do Simples Nacional

Terça-feira, 09 de Janeiro de 2018   Tempo de leitura: 2 minutos

O Diário Oficial da União publicou, nesta segunda-feira (8), o veto do presidente Michel Temer ao projeto de lei que criava o Refis do Simples Nacional, aprovado pelo Congresso em dezembro de 2017. Por enquanto, as Micro e Pequenas Empresas (MPEs) ficam de fora do programa de refinanciamento de dívidas.

No fim do ano passado, Temer havia sinalizado que aprovaria a proposta, inclusive com o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, cravando uma data para a sanção. As reclamações da equipe econômica do governo, porém, fizeram com o que o Executivo vetasse o Refis.

Mesmo assim, o presidente vai pedir ao ministério da Fazenda uma avaliação dos impactos econômicos para reformular o texto e aprová-lo. O Sebrae também se comprometeu a apresentar estudos, que serão conduzidos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

De acordo com o a pasta, o Refis do Simples Nacional abriria um rombo de R$ 7,8 bilhões nas contas públicas pelos próximos 15 anos.

Para a Fazenda, há “inconsistência técnica, na medida em que o Simples Nacional é um regime de tributação favorecida, e a inadimplência implica exclusão do regime, não sendo cabível, assim, a instituição do pretendido programa especial de regularização tributária com débitos apurados nos moldes do regime mais benéfico.”

Outros órgãos, como o ministério do Planejamento, da Justiça e a Advocacia-Geral da União também se posicionaram a favor do veto.

Com informações do Estado de S. Paulo

Deixe seu comentário

3 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

  1. Se o país atravessa uma crise econômica desde 2014, afetando todas as empresas e pessoas deste país e considerando que foi aprovado programas para outros setores, por que não incluir as empresas do SIMPLES que são grande empregadores? Como contador, vejo a medida vai acelerar o fechamento de algumas empresas que não conseguirão por suas contas fiscais em dia.

    Responder
  2. Isso nada mais é do que moeda de troca, ele já gastou muitas moedas para escapar do processo dele, então ele vai usar o refis dos pequenos para a votação da previdência.

    Responder
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Leads Qualificados: Dialhost Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss People Marketing: Dialhost

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.