Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Shopee assume liderança em m-commerce no Brasil

Segunda-feira, 02 de maio de 2022   Tempo de leitura: 3 minutos

Esse já é o sétimo ano da pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre pagamentos móveis e comércio móvel. Durante esse período, três aplicativos se revezaram nas primeiras posições no ranking dos apps de compras mais populares do Brasil: Americanas, iFood e Mercado Livre. Um ano atrás, porém, houve a ascensão meteórica da Shopee, que alcançou a quarta posição. E agora, pela primeira vez, a Shopee assume a liderança nessa lista, sendo a líder em m-commerce no Brasil. Confira o que foi apresentado no novo relatório da pesquisa.

Imagem de uma mão masculina operando um smartphone
Diante da maturidade do mercado brasileiro de m-commerce, a pesquisadora optou por pedir que os entrevistados informem um único app de m-commerce, aquele que mais usam para fazer compras.

Antes de explorar os dados do levantamento, cabe informar que, segundo a pesquisadora, houve uma mudança de metodologia. Sete anos atrás, na elaboração do questionário da primeira edição da pesquisa, os entrevistados eram solicitados a listados até três apps que mais usassem para compras de mercadorias físicas. Naquele tempo, como o comércio móvel ainda estava engatinhando e era muito fragmentado, entendeu-se que seria melhor dar a oportunidade para o entrevistado apontar mais de um app. Agora, diante da maturidade do mercado brasileiro de m-commerce, foi decidido por afunilar a pergunta. Neste caso, passou-se a pedir que os entrevistados informem um único app de m-commerce, aquele que mais usam para fazer compras. Dessa forma, a Shopee conquistou o primeiro lugar com folga, citada por 21% dos consumidores móveis brasileiros como o app onde mais fazem compras. Em seguida estão iFood (15%), Mercado Livre (14%) e Americanas (9%).

Leia também: Magalu realiza pesquisa sobre os eventos no setor em 2022

Imagem de um gráfico

Estratégias da Shopee no m-commerce

Campanha na TV, promoções constantes e frete grátis estão entre as armas utilizadas pela Shopee para conquistar o consumidor brasileiro. Aliás, seu público é majoritariamente feminino e jovem. Entre as mulheres que já fizeram compras via app, 26% apontam a Shopee como o aplicativo de compras que mais usam no dia a dia, contra 16% dos homens. Na faixa etária de 16 a 29 anos, a Shopee é a mais usada por 30% dos consumidores móveis. O percentual cai para 19% no grupo entre 30 e 49 anos. E abaixa para 13% entre os consumidores móveis com 50 anos ou mais. Há também uma diferença significativa de acordo com a classe social. A Shopee é a preferida de 23% dos consumidores móveis das classes C, D e E e de 14% daqueles das classes A e B.

Leia também: Victoria’s Secret faz movimento inédito e vende produtos na Amazon

É interessante notar algumas diferenças demográficas entre os usuários que informaram que iFood, Mercado Livre e Americanas são seus apps de compras mais utilizados. Afinal, dos quatro líderes do ranking, o iFood é o mais bem posicionado nas classes A e B, indicado por 24% dos consumidores móveis desse grupo. O Mercado Livre, por sua vez, é o líder entre os mais velhos: 18% dos consumidores com 50 anos ou mais o indicam como seu app de compras favorito. Por fim, a Americanas também registra sua maior penetração na faixa etária mais velha (14%), contra 7% entre jovens de 16 a 29 anos e 9% no grupo de 30 a 49 anos.

Bases do estudo sobre m-commerce

Vale destacar que, nesta edição da pesquisa, foram entrevistados 2.033 brasileiros que acessam a Internet e possuem smartphone. No caso da margem de erro, o número é de 2,2 pontos percentuais, enquanto o grau de confiança é de 95%. Caso queira baixar gratuitamente o relatório (em português ou inglês), basta clicar aqui.

Leia também: Pinterest vê ganhos ameaçados por concorrência no 1º tri

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  1. Como pode a shopee assumir liderança de alguma coisa?
    Só se for liderança de incomodo e insatisfação.
    Logistica terrível, sendo entregas morosas e devoluções extremamente burocráticas, problemas com pagamentos, diversos vendedores mal intencionados, pouco suporte para resolver todos esses problemas e etc.
    Mesmo com os cupons de descontos, que não são grande coisa, não vale a pena perder tempo e dinheiro comprando na shopee.

    Responder
CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER