Redação E-Commerce Brasil

Sebrae-SP e Nuvemshop oferecem 10 mil vagas em curso gratuito de e-commerce

Segunda-feira, 26 de abril de 2021   Tempo de leitura: 6 minutos

Com o objetivo de aumentar a competitividade dos negócios liderados por mulheres, o Sebrae-SP, por meio do movimento “Sebrae Delas”, e a Nuvemshop, plataforma de e-commerce líder na América Latina, promovem no início de maio um curso gratuito de e-commerce e totalmente online de qualificação para 10 mil mulheres empreendedoras com seus negócios cadastrados na Nuvemshop. O intuito é ampliar o conhecimento daquelas que já vendem pela Internet ou que querem levar a sua loja física para o ambiente virtual.

O curso gratuito de e-commerce acontece entre os dias 3 e 14 de maio e visa desenvolver o empreendedorismo feminino, qualificando as gestoras em diferentes frentes, como autoconhecimento, ampliação de rede de contatos e facilidade de acesso a mercado e a crédito voluntário, aspectos importantes para potencializar os seus negócios.

A programação de 14 horas está dividida em sete aulas: “Inteligência Emocional”, “(Re) Negociação”, “Proteja o Caixa da sua empresa”, “Conheça o crédito certo para seu negócio”, “Código de Defesa do Consumidor e Lei Geral de Proteção de Dados para e-commerce”, “Inove nas Vendas” e “Excelência no Atendimento”. Todo o curso será ao vivo, entre 19h e 21h, com a possibilidade de agendamento de mentorias e consultorias individuais. Ao final do curso, as participantes recebem certificado e possibilidade de acesso a crédito e mercado pelo “Programa Empreenda Rápido SEBRAE”, mediante presença mínima de 75% do curso.

Para Wilson Poit, Superintendente do Sebrae-SP, a proposta da iniciativa é impactar diretamente o mundo dos pequenos negócios com e-commerce atuantes na Nuvemshop, que contabiliza hoje 60% de pequenos e médios empreendimentos (PMEs) administrados por mulheres, em sua plataforma.

“Acreditamos que esta ação conjunta com a Nuvemshop é vital para capacitá-las para o mercado online. Queremos qualificar as empreendedoras com conteúdos que ofereçam boas práticas de gestão, planejamento, finanças, competências empreendedoras e acesso a crédito, com objetivo de torná-las mais competitivas em seus mercados”, completa o Superintendente.

Mylena Gama, head de Comunicação e Marca da Nuvemshop, ressalta que reduzir as barreiras do empreendedorismo é a missão da empresa, e a parceria com o Sebrae acelera esse objetivo.

“A Nuvemshop se orgulha em impactar diretamente a vida de milhares de brasileiras. Mais do que uma fonte de renda, empreender é também uma forma de expressão, de posicionamento, de protagonismo. Iniciativas como esta com o Sebrae impulsionam, de forma coletiva, o empreendedorismo como um meio para as mulheres ocuparem seus devidos lugares na sociedade”, afirma.

Acesso ao curso

Para ter acesso ao curso, a empreendedora precisa ter conhecimento prévio dos conceitos básicos de e-commerce e contar com uma loja online, ativa ou não, na plataforma da Nuvemshop e se inscrever neste link. Caso ela ainda não tenha uma loja online na plataforma, ela pode se cadastrar  no site da empresa, criar a sua loja com os primeiros 30 dias gratuitos e se inscrever neste mesmo link. Assim, ela já estará participando do curso e consegue testar, de forma prática, todas as teorias apresentadas em sala de aula.

Mulheres no e-commerce

O levantamento realizado pela Nuvemshop em março de 2021 apontou evolução de 50% para 60% em um ano no número de lojas administradas por mulheres, sendo que 95% delas são donas do próprio negócio. A maioria encontra-se na faixa etária de 25 a 39 anos de idade (56,5%).

Apesar de estarem localizadas em todo território nacional, a maior parte das empreendedoras se encontram no Estado de São Paulo (45%). O Rio de Janeiro aparece na segunda posição com 11% e em terceiro está Minas Gerais com 8%. Os segmentos mais vendidos por elas em todo país são o de Moda (44%), Acessórios (12,5%) e Artesanato (10%).

Entre os principais motivos para empreender, 43% das mulheres comentam que sempre tiveram o sonho de ter o seu próprio negócio, enquanto 22% reforçam que queriam ter mais autonomia e liberdade. Além disso, as empreendedoras também destacaram que ainda sentem algumas dificuldades para administrarem o seu próprio negócio, como gestão de tempo para fazer tudo o que é necessário durante o dia (40%) e falta de recursos e créditos para quem está começando (33%).

  • Para mais informações sobre o curso, clique aqui. E para saber mais sobre o “Sebrae Delas”, clique aqui.

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.