Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Marketplaces dominam ranking dos 50 maiores e-commerces do Brasil

Quarta-feira, 05 de dezembro de 2018   Tempo de leitura: 3 minutos

Os principais marketplaces do país dominam as primeiras colocações na quarta edição do ranking “50 Maiores Empresas do E-Commerce Brasileiro”, divulgado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) nesta terça-feira (4). Segundo o levantamento, todos os dez primeiros colocados são plataformas. Ao todo, quase metade (24) atua como marketplace.

A primeira colocada foi a B2W, controladora das marcas Americanas.com, Submarino e Shoptime. Via Varejo (Ponto Frio e Casas Bahia), Magazine Luiza, Walmart e Netshoes completam o grupo de frente da lista.

Americanas.com faz parte da B2W, primeira colocada no ranking dos e-commerces pela SBVC/Divulgação
Americanas.com faz parte da B2W, primeira colocada no ranking dos e-commerces pela SBVC/Divulgação

O ranking foi elaborado com base nos dados fornecidos pelas empresas referentes a 2017, além de informações publicadas por entidades setoriais, balanços contábeis e publicações em veículos de grande circulação. Algumas marcas que participaram do ranking em 2017, como Dell, Polishop e Fast Shop, decidiram não abrir os números.

O Mercado Livre não aparece porque a lista contempla apenas transações de pessoas jurídicas para pessoas físicas, segundo a SBVC.

As 50 varejistas apresentaram um crescimento nominal de 8,74% nas vendas, enquanto o comércio online como um todo teve uma alta de 7,5%, segundo o Ebit. As 50 empresas tiveram um faturamento bruto de R$ 36,2 bilhões, o equivalente a 75,89% de todo o e-commerce brasileiro.

A Amazon aparece em 13º lugar no ranking, com faturamento estimado em R$ 410 milhões durante 2017 – em outubro, a gigante do e-commerce iniciou a sua expansão no mercado nacional e passou a vender eletrônicos e decoração. Segundo o relatório, em 2016 a empresa havia faturado cerca de R$ 200 milhões. A Amazon não informou o seu balanço à SBVC.

“Mesmo em um ambiente de crescimento econômico modesto, o varejo online continua em um ritmo sólido de expansão, gerando empregos e aumentando sua produtividade”, afirmou Eduardo Terra, presidente da SBVC. “Das 50 empresas listadas no Ranking, somente quatro tiveram declínio nas vendas, o que reflete um ambiente de negócios bastante saudável”, completou.

O ranking completo das 50 maiores lojas de e-commerce pode ser acessada no site da entidade. Confira os dez primeiros colocados:

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.