Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Rider cresce de forma ágil no e-commerce do Paquistão

Tuesday, 21 de June de 2022   Read time: 4 minutes

A Rider tem a missão de fornecer aos compradores online no Paquistão entregas no dia seguinte, em atuação considerada “semelhante” à Amazon. A empresa, com sede em Carachi, anunciou o levantamento de US$ 3,1 milhões em novos financiamentos da Y Combinatior, juntamente com i2i, Flexport, Soma Capital e Rebel Fund como novos investidores.

Além destes, GFC, Fatima Gobi e TPL E-ventures, com o cofundador do Dropbox, Arash Ferdowsi, também incluem o grupo. Isso eleva o valor total do Rider para US$ 5,4 milhões, acumulados desde setembro de 2021.

Fundada em 2019 pelo ex-executivo da UPS Paquistão Salman Allana, a Rider está construindo uma rede de centros de triagem, centros de entrega e uma frota digitalizada. A plataforma permite que os vendedores ofereçam entrega no dia seguinte com otimização de rotas, rastreamento ao vivo e agendamento para os compradores.

A empresa afirma que, desde sua rodada de investimentos pré-seed em setembro de 2021, as receitas mensais cresceram 110% e dobraram sua base de clientes para 650 vendedores online.

Atualmente, a Rider administra uma rede de 16 hubs que cobrem 60 cidades em todo o Paquistão. Segundo Allana, isso representa cerca de 60% da demanda de comércio eletrônico no país. Até agora, a Rider entregou 3 milhões de encomendas nestas cidades.

O novo financiamento da Rider será usado em sua tecnologia interna, incluindo ferramentas de capacitação de comércio eletrônico, como plug-ins e carteiras integradas, para ajudar as PMEs, que Allana disse serem majoritariamente de mulheres, a expandir seus negócios.

De acordo com o executivo, o objetivo é transformar a Rider no principal fornecedor de soluções de logística de comércio eletrônico de ponta a ponta. “Vemos a logística como uma série de blocos de construção, cada um dos quais precisamos acertar, operacional e financeiramente, antes de podermos construir o próximo. Hoje, a Rider está fazendo entregas last mile na porta dos clientes. Agora, precisamos provar que essa modalidade funciona de forma sustentável antes de entrarmos em outras verticais”, finaliza.

Allana acrescenta que a Rider já está de olho em sua próxima fase e pilotou seu movimento B2B, ou transporte terrestre, em janeiro.

Leia também: Logística last mile: conheça as tendências para os próximos anos

Fonte: Tech Crunch

Leave your comment

0 comments

Comments

Your email address will not be published.

Commenting as Anonymous

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER