Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Reposicionamento da marca e bons resultados andam juntos

Monday, 25 de October de 2021   Read time: 3 minutes

O surgimento da pandemia da covid-19 contribuiu para mudança de uma série de comportamentos dos consumidores. Ainda assim, a Grendene S/A, por meio de moda, arte e design manteve o objetivo e a visão de ser uma marca influente nesses segmentos. Mas isso, apesar de parecer simples, passou pela implementação de quatro ações: inovação em negócios, estratégia, branding aplicado e intraempreendedorismo. É o que explica Paulo Pedo, diretor e digital business da companhia.

“Ao falar especificamente de Melissa, um dos produtos da nossa grade, vemos um case de reposicionamento muito forte. Após nos colocarmos como referência em moda e design, baseado no amor ao cliente, sentimos um grande ‘boom’ nas vendas. Isso mostra o quanto acompanhamos a mudança na jornada do consumidor”, disse.

Em seguida, durante a apresentação de sua palestra “Agilidade em transformação: substituição de estratégia durante a pandemia”, no Fórum Indústria Digital, ele citou cinco pontos fundamentais para a melhoria dos resultados:

1. Tônus vital

É a junção entre próposito pessoal, prazer e dimensão de sonho, ligando estas noções ao dia a dia do cliente.

2. Erre rápido e pequeno

Com a analogia entre bala de revólver e bala de canhão, ele cita que um erro menor e fácil de resolver pode ser de extrema diferença no momento de reposicionar ou criar produtos. Isso ajuda a medir o “ânimo” externo e traçar métricas mais precisas.

3. Ser coerente

Apesar da imagem ser importante, o passo principal da marca é o ser coerente. Neste caso, após realizar, de fato, processos estudados, é necessário mostrar. Além disso, é preciso também ter coerência estratégia, atrelando o foco no consumidor com o trabalho embasado em suas capacidades.

4. Seja simples

Como uma forma de apresentar mais sofisticação, empregar o “menos é mais” não é diferente no desenvolvimento de uma empresa ou produto de topo.

5. Cuide das pessoas

A Inteligência Artificial (IA) está aqui para nos ajudar, mas lembrar que são pessoas quem compram todos os dias é essencial para manter o público cativado e motivado à comprar. Isso pode ser feito com abordagens que valorizam equipes e clientes.

Leia também: Black Friday: melhorar a experiência do consumidor é o ponto nevrálgico

Por Lucas Kina, em cobertura especial para o Fórum Indústria

Leave your comment

0 comments

Comments

Your email address will not be published.

Commenting as Anonymous

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER