Redação E-Commerce Brasil

Reino Unido estuda implantação de imposto sobre comércio eletrônico

Terça-feira, 09 de fevereiro de 2021   Tempo de leitura: 1 minuto

O governo do Reino Unido está considerando a possibilidade de um imposto sobre o comércio eletrônico, à medida que a crise da Covid-19 está acelerando a deterioração das ruas comerciais em todo o país.

Informações do The Guardian revelam que o governo britânico estuda várias formas de mudar o equilíbrio entre os gastos em lojas online e lojas físicas. Um número recorde de lojas de rua está desaparecendo, em parte devido aos sucessivos confinamentos, e há o temor de que as cidades fiquem permanentemente diferentes quando as medidas contra o coronavírus forem relaxadas.

Alguns políticos acreditam que um imposto sobre o comércio eletrônico poderia ajudar a prevenir esta situação, mas o British Retail Consortium, entre outros, já alertou para o fato de que esse imposto também atingirá os lojistas de rua que possuam loja online. Além disso, a medida também levará a preços mais altos para os consumidores.

Os CEOs de alguns grandes varejistas são a favor do imposto online. Estes insistem, particularmente, em condições de igualdade. No Reino Unido, os varejistas são parcialmente tributados sobre o espaço de varejo em que operam (as chamadas taxas comerciais). Isso dá aos players que operam exclusivamente online, como a Amazon, uma grande vantagem.

Impulsionados pela crise da Covid-19, os gastos online no Reino Unido aumentaram 46% no ano passado. O comércio eletrônico representa 30% do total das vendas no varejo.

Leia também: Empresas de e-commerce gastam até 8,5% do faturamento com impressões fiscais

Fonte: Grande Consumo

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER