Redação E-Commerce Brasil

Pix no e-commerce: sistema do BC deve gerar impactos positivos aos varejistas

Terça-feira, 25 de agosto de 2020   Tempo de leitura: 3 minutos

Previsto para ser lançado em novembro, o mercado financeiro segue com grande expectativa pelo Pix, serviço de pagamentos instantâneos do Banco Central. E, no e-commerce, o serviço deve impactar positivamente o setor, segundo Marcelo Queiroz, Key Account Manager da ClearSale, durante o The Future of E-Commerce – Edição Payments, nesta terça-feira (25). “O Pix é revolução dos meios de pagamento, com novas formas de fazer transações monetárias”, enfatiza.

Marcelo Queiroz, Key Account Manager da ClearSale, no The Future of E-Commerce

“O e-commerce vai ser extremamente beneficiado pelo Pix, tanto em pagamento quanto em carteiras digitais, mas é necessário estar atento ao cronograma. Várias fintechs estão se habilitando, por isso, preste atenção nos participantes. Essas informações estão disponíveis no site do Banco Central. E habilite a opção de pagamento pelo Pix dentro do e-commerce”.

“No Pix, o pagamento pode ser iniciado de múltiplas formas, como QR Code Estático, QR Code Dinâmico, uso de chave de endereçamento, entre outras. O sistema traz impactos positivos que vão sanar várias dores no e-commerce”, explica Queiroz.

  • Transações alternativas no boleto bancário. “O boleto é um meio de pagamento que tende a cair porque compromete o estoque do varejista”, diz Queiroz.
  • Transações instantâneas 24 horas por dia
  • Possibilidade de acelerar prazo de entrega
  • Pessoas sem cartão poderão comprar no e-commerce
  • Risco de fraude sob responsabilidade do pagador
  • Redução dos custos para o varejista. “O que pode facilitar a opção de desconto para quem usar o Pix”, esclarece o especialista.

Pix e Black Friday

O lançamento do Pix está previsto para 16 novembro, poucos dias antes da Black Friday, que será no dia 27 do mesmo mês. Por isso, a capacidade de ajudar o mercado neste momento de pandemia é muito grande, segundo o executivo. “Em 25 anos de e-commerce no Brasil, será o primeiro ano com o Pix, o que pode ajudar a potencializar a migração de boletos como meio de entrada de usuários que não podiam comprar porque não tinham cartão de crédito”, enfatiza Queiroz.

Leia também: ‘Maior valor, maior risco’: aprenda a evitar fraudes em pagamentos no B2B

Por Dinalva Fernandes, da redação do E-Commerce Brasil

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.