Redação E-Commerce Brasil

Pinduoduo ultrapassa Alibaba com 788 milhões de usuários ativos

Segunda-feira, 22 de março de 2021   Tempo de leitura: 4 minutos

Pela primeira vez, o Pinduoduo ultrapassou o Alibaba em usuários ativos anuais, marcando a ascensão meteórica da empresa chinesa de comércio eletrônico ao longo de cinco anos.

O marco também indica que o Pinduoduo superou o estereótipo inicial de que era um aplicativo para usuários nas cidades menos desenvolvidas e de baixo nível da China. A Pinduoduo fez seu nome removendo distribuidores intermediários e vendendo frutas baratas e itens diários, mas gradualmente diversificou suas ofertas para ser abrangente, como iPhones com grandes descontos.

A empresa abriu o capital na NASDAQ em 2018 e conta com a Tencent como principal acionista e parceira. A companhia registrou 788 milhões de usuários ativos anuais em 2020, de acordo com seu relatório de ganhos do quarto trimestre que acabou de sair. O Alibaba ficou um pouco atrás, com 779 milhões de usuários ativos ao longo do ano.

O Pinduoduo quer investir na venda de produtos agrícolas. Imagem: Reprodução

Em termos de usuários ativos mensais, no entanto, o Alibaba teve uma grande liderança com 902 milhões em dezembro. A taxa de usuários do mês do Pinduoduo foi de 720 milhões.

Ambas as empresas ainda têm espaço para crescer, já que a China tinha 989 milhões de usuários de internet em 2020, de acordo com um relatório da principal autoridade cibernética do país.

O Alibaba, fundado há 21 anos, estava à frente da Pinduoduo em receita por uma ampla margem, em parte devido ao maior volume de transações e um próspero negócio de computação em nuvem. O Alibaba encerrou o trimestre de dezembro com 221 bilhões de yuans ou US$ 33,88 bilhões em receita, em comparação com os 26,55 bilhões de yuans de Pinduoduo.

Pinduoduo agrícola

A produção agrícola permanece no centro da empresa, que foi fundada pelo ex-executivo da Google Colin Huang. Huang deixou o cargo de presidente da empresa e dedicará seu tempo à pesquisa em alimentos e ciências da vida, que a companhia acredita que pode impulsionar o crescimento futuro de sua “plataforma agrícola”.

O Pinduoduo não quer apenas trazer produtos dos agricultores para os consumidores urbanos. Nos últimos anos, ela também se jogou na agrotecnologia, testando fazendas movidas a IA e treinando agricultores para serem fornecedores online experientes.

A nova empresa de comércio eletrônico tem uma grande meta: vender US$ 145 bilhões em produtos agrícolas anualmente até 2025.

“O Pinduoduo começou com produtos agrícolas”, disse Chen Lei, atual presidente e CEO da Pinduoduo, em um comunicado. “Esperamos que o Pinduoduo um dia se torne o maior dono da mercearia do mundo.”

Embora vender alimentos não seja tão lucrativo quanto eletrônicos, a atividade pode ser uma forma eficaz de aquisição de usuários, pois o custo de experimentar as frutas vendidas no Pinduoduo é relativamente baixo.

Enquanto a empresa persegue seu sonho agrícola, ela ainda não se tornou lucrativa. O prejuízo líquido do Pinduoduo encolheu para 1,38 bilhões de yuans ou US$ 210,9 milhões no trimestre, em comparação com 1,75 bilhões de yuans no mesmo trimestre de 2019.

Leia também: Jack Ma, fundador do Alibaba, perde título de mais rico da China

Fonte: TechCrunch

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.