Redação E-Commerce Brasil

Autoatendimento no B2B: quais são as dores e êxitos online? Confira a pesquisa

Quinta-feira, 15 de julho de 2021   Tempo de leitura: 3 minutos

Pesquisa da F1 Commerce em parceria com o E-Commerce Brasil investigou a situação dos canais de autoatendimento no B2B.

Importância do autoatendimento para o consumidor

Para 41% a principal vantagem de instalar um canal de autoatendimento é a facilidade que o consumidor encontra ao comprar online. 37% responderam que é a maior facilidade em ver os catálogos, enquanto 35% acham que é realizar a compra em um momento mais apropriado.

Segundo essa mesma questão, a vantagem de um canal de autoatendimento também se refere a facilidade de verificar preços e cálculos (29%).

Outras respostas:

  • Não precisar esperar pelo representante (26%);
  • Possibilidade de consultar prazos e entregas (26%);
  • Praticidade em consultar histórico de compras e pedidos (11%);
  • Visualizar dados do pedido (7%).

Importância do autoatendimento para a empresa

Para a maioria dos respondentes (55%), a principal vantagem dos canais de autoatendimento para as empresas B2B é a capacidade de aumentar as vendas.

Podendo responder mais de uma alternativo, 37% afirmaram que é a ampliação de mercado e 31% acreditam que é melhorar a experiência do cliente.

Outras respostas:

  • 27% otimizar processos de vendas;
  • 22% disponibilizar um canal 24/7 para os clientes
  • 22% acompanhar a movimentação e ações da concorrência
  • 18% parte do projeto de transformação digital
  • 13% reduzir custos de vendas
  • 11% reduzir erros de processos e pedidos manuais
  • 9% parte do projeto omnichannel
  • 7% maior velocidade no lançamento de produtos
  • 7% padronização de entrada de pedidos
  • 5% possibilitar cross-selling e upselling.

Maturidade dos canais

Com relação à maturidade dos respondentes e a criação e manutenção dos canais de autoatendimento, 59% responderam que já estão no nível de gerir um e-commerce.

9% afirmaram estarem prontos e terem clareza sobre o que querem com o negócio, enquanto 13% acreditam estarem prontos, mas ainda precisarem de ajuda para mapear o que precisa ser feito.

11% afirmaram não estarem prontos e 5% já tentaram implementar o canal de autoatendimento antes, porém sem sucesso.

Obstáculos

29% dos respondentes consideram um obstáculo para a implementação de um canal de autoatendimento no B2B a complexidade das políticas comerciais com os clientes.

25% comentaram ainda sobre a resistência do time comercial e revendedores. Na faixa dos 22%, duas respostas: logística e múltiplos armazéns e potencial conflito de canais.

Outras respostas:

  • 20% como tratar cálculo de impostos e benefícios fiscais ne venda online;
  • 16% gestão de disponibilidade de produtos e leadtime fabril;
  • 13% complexidade política dos fornecedores;
  • 13% processo de análise de crédito;
  • 7% processo de aprovação do cadastro de cliente.

Leia também: ANTT publica tabela com novos valores do frete, com reajuste médio de 5,80%.

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER