Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Dia das Mães: ABComm estima crescimento de 13% nas vendas online

Sexta-feira, 06 de maio de 2022   Tempo de leitura: 2 minutos

Embora a pandemia tenha desvalorizado o poder aquisitivo dos consumidores (e muitos ainda seguem sem uma renda segura), espera-se que as vendas cresçam em torno de 13% na comparação com 2021. Essa é a expectativa estimada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), que leva em consideração dados dos 14 dias anteriores à comemoração.

Leia também: Pesquisa da Nielsen contribui para criar estratégias de vendas às mulheres

Dia das mães
O aumento nas vendas do Dia das Mães pode ser explicado por dois fatores: o crescimento natural do número de compradores online, entre novos e antigos, e o aumento do ticket médio.

O percentual em cena representa um total de R$ 7,2 bilhões em faturamento. Em 2021, o cenário da crise sanitária trouxe para os e-commerces, no Dia das Mães, um volume de vendas de R$ 4,6 bilhões em todo o país. O aumento pode ser explicado por dois fatores: o crescimento natural do número de compradores online, entre novos e antigos, e o aumento do ticket médio; o primeiro com 5% e o segundo com 8%. Segundo a ABComm, isso se dá em razão da subida de preços por conta de uma inflação de mais de 10% nos últimos 12 meses, motivada pelo aumento dos combustíveis e itens em geral.

Tícket médio para o Dia das Mães

De acordo com uma pesquisa realizada pela Globo.com, 54% das pessoas pensam em manter o valor gasto no ano passado, que foi de aproximadamente R$ 480. Por outro lado, 28% pretendem aumentar esse valor. “Levando em consideração essa pesquisa e o crescimento dos preços, estimamos um ticket médio em torno de R$ 515”, aponta Mauricio Salvador, presidente da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico. Em 2021, o valor do ticket médio levantado pela ABComm foi de R$ 460.

Leia também: SUVs e Pick-ups são preferência dos brasileiros, aponta estudo do Mercado Livre

Segundo a mesma pesquisa, as categorias de Moda e Acessórios e Beleza e Saúde lideram o ranking de intenção de compras, considerando itens vendidos; já em se tratando de faturamento, as categorias de Telefonia, Eletrônicos e Eletrodomésticos devem ser as mais importantes.

Dessa forma, espera-se que o ticket médio masculino seja um pouco maior que o feminino em função das categorias em alta e do histórico analisado. O masculino chegaria perto de R$ 590 e o feminino giraria em torno de R$ 550.

Mais consumidores online

Ainda de acordo com pesquisa realizada pela Kantar Media, as mulheres representam cerca de 52% dos compradores online e 54% dos compradores em geral, considerando online e offline. Além disso, a faixa etária de 25 a 44 anos representa cerca de 42% dos compradores.

“Nos últimos dois anos, tivemos a adesão de milhares de novos consumidores online. A tendência é que as pessoas mantenham esses novos hábitos de compra, principalmente em datas comemorativas como o Dia das Mães, que sempre aquecem os canais digitais”, ressalta Mauricio Salvador, presidente da ABComm.

Leia também: Gucci passará a aceitar criptomoeda para pagamento nos EUA

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER