Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Pagamento por aproximação cresce 5 vezes em 2020, afirma Visa

Sexta-feira, 05 de fevereiro de 2021   Tempo de leitura: 2 minutos

O pagamento por aproximação cresceu cinco vezes nas bases da Visa, saindo de 2%, em janeiro, para 10%, em dezembro de 2020, do total das transações presenciais. Segundo Oscar Pettezzoni, head of Visa Consulting & Analytics da Visa no Brasil, o segmento de alta renda foi aquele que mais avançou na utilização da tecnologia.

“Há espaço para crescer na tecnologia do pagamento sem contato. Por exemplo, Chile (60%), Peru (30%) e Colômbia (20%) são maiores em pagamentos contactless que o Brasil. Hoje, 52% dos brasileiros ainda pagam compras de R$ 50 a R$ 100 com dinheiro”, diz Pettezzoni, ao lembrar que os setores como supermercados, farmácias e padarias tiveram mais uso do contactless no auge da pandemia do novo coronavírus, entre abril e maio.

Da base, o head da consultoria da Visa afirma que nove entre os dez maiores emissores de cartões do país emitem cartões com NFC atualmente, e 92% das máquinas de cartões estão habilitadas para este tipo de pagamento.

Expansão da oferta de pagamentos

Em entrevista coletiva, o country manager da Visa no Brasil, Fernando Teles, afirmou que pretende expandir a oferta de pagamentos sem contato em praças de pedágio após os primeiros testes. Atualmente, o serviço de contactless estava ativo em algumas praças no estado de São Paulo: “Depois do piloto, nós podemos avançar. E qualquer praça de pedágio pode se candidatar para ter o pagamento por aproximação”, afirma o executivo.

A tecnologia NFC usada em meios de transportes é uma das apostas da bandeira de cartões para incentivar este meio de pagamento. Além dos pedágios, o serviço está disponível em estações de metrô e ônibus de São Paulo, assim como nos metrôs e barcas do Rio de Janeiro.

Outra frente de crescimento do pagamento sem contato é o comércio de rua. Para isso, Teles lembra que a Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços) ampliou no começo de fevereiro o limite para compras sem contato e sem necessidade de senha, de R$ 100 para R$ 200.

Leia também: Mercado Pago anuncia parcerias com varejistas para integração com Pix

Com informações do Mobile Time

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER