Redação E-Commerce Brasil

Relação entre franqueadora e franqueados: como manter a padronização e acabar com os problemas de logística

Segunda-feira, 11 de outubro de 2021   Tempo de leitura: 5 minutos

Imagine uma franquia de cosméticos que tem 10 lojas em estados diferentes. A franqueadora precisa entregar um lançamento específico simultaneamente para todas as franqueadas. “Essa missão pode ser cumprida com sucesso ou esbarrar em diferentes problemas que acarretam atrasos ou extravios, tudo depende da inteligência logística adotada pela rede”, explica Fábio Garcia, CEO da Mais Envios, startup especializada em logística.

A essência das franquias é a padronização: todos os Pontos de Venda (PDVs) de uma mesma marca devem oferecer os mesmos produtos, independentemente da localização da loja. Por isso, ter uma gestão logística consistente, preparada para resolver os percalços e restabelecer o fluxo de entregas é essencial.

Entre estes percalços dois problemas se destacam no que diz respeito às franquias: a falta de uma visão logística integrada por parte do franqueador nas questões operacionais e a ausência de um sistema de informação estruturado e que permita compartilhamento das informações entre a marca e os franqueados.

A gestão completa possibilita a movimentação dos produtos entre os fornecedores e as lojas. Neste caso o trabalho de inteligência logística especializado é uma excelente opção para deixar a operação simples e eficaz.

A inteligência logística também ajuda a resolver a segunda “dor” das franquias, que é a comunicação entre as diversas áreas internas do próprio franqueador, como entre os componentes da cadeia de abastecimento: franqueador, fornecedores, rede de lojas de franquias e multimarcas e transportadores.

“Dentro do nosso dashboard o franqueador consegue acompanhar todo o processo de entrega, checar quais produtos faltam em cada loja e remanejar as mercadorias sobressalentes em outros PDVs próximos, o que gera economia de tempo e reduz o custo de transporte”, ressalta Garcia

Entre os benefícios da contratação de uma gestão logística externa está a facilidade de compra e organização para as lojas franqueadas. Além disso, há a redução no tempo de recebimento de mercadorias na loja.

Mas e quando a franquia tem um e-commerce?

Quando o trabalho extrapola a logística interna de entrega de produtos e insumos para os franqueados e passa para a entrega dos produtos para o consumidor final, as redes precisam investir em outras ferramentas de gestão.

Neste caso, o Ship From Store (SFS) passa a ser fundamental. “As redes esbarram nos custos de implantação do SFS. Por isso oferecemos para estes franqueadores uma opção muito mais acessível”, ressalta Raphael Alexandre Santos, diretor da OmniEnvios, empresa do grupo Mais Envios.

O sistema SFS permite que os franqueadores integrem os estoques das lojas físicas e do e-commerce. Com isso é possível enviar o produto a partir da loja mais próxima do consumidor final, reduzindo o tempo de entrega em até três vezes, em alguns casos em até 24 horas. Sem falar que o custo do frete também é mais competitivo, chegando a uma redução de até 50% no valor final.

A logística inteligente, com o conceito omnichannel, deixou de ser uma tendência para virar uma necessidade de sobrevivência em um mercado cada vez mais competitivo e as franquias podem se beneficiar muito com isso.

Leia também: Mastercard: número de PMEs que migraram para o digital cresceu 208% na pandemia.

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER