Redação E-Commerce Brasil

Encontro da ONU reúne especialistas dos BRICS para discutir comércio eletrônico e das pequenas e médias empresas

Quarta-feira, 19 de abril de 2017   Tempo de leitura: 3 minutos

A ONU através de seu braço de desenvolvimento industrial, a UNIDO (United Nations Industrial Development Organization), reuniu especialistas dos BRICS, grupo de países composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, para discutir o desenvolvimento do comércio eletrônico e o impacto desta nova modalidade no ambiente de negócios especialmente para as pequenas e médias empresas.

O objetivo do encontro foi o de entender a dinâmica do mercado, as dificuldades e oportunidades específicas de cada um dos países a fim de elaborar uma agenda comum. Para tanto, foram discutidos aspectos de como melhorar o ambiente de negócios para fomentar o comércio eletrônico e o desenvolvimento de pequenas e médias empresas.

Também foi inaugurado na Shanghai Academy of Social Sciences um Centro de Pesquisas que irá se dedicar ao estudo do e-commerce nos países membros do BRICS e foram eleitos especialistas de cada um dos países com o mandato de 4 anos para o fomento e elaboração de artigos especializados. O representante do Brasil foi Gabriel Lima, sócio diretor da consultoria Enext, que apresentou o estudo sobre o país.

Para Gabriel Lima a iniciativa reforça a importância dos negócios digitais e o impacto transformacional que eles têm na economia ‘Os negócios digitais e em especial o comércio eletrônico têm crescido neste momento de crise, ganhando mercado e ajudando a melhorar a economia brasileira’.

No encontro os principais desafios apresentados e comuns a todos os BRICS são a necessidade de investimento em infraestrutura, seja logística, seja tecnológica e a necessidade de capacitação de mão de obra especializada.  

Ainda segundo Lima, apesar dos países serem culturalmente muito diferentes, ficou claro que os problemas enfrentados são similares ‘Todos são países de dimensões continentais, com uma grande população e profundas deficiências estruturais’.

No caso do  Brasil, em específico, algumas questões tecnológicas como ecossistema de fornecedores e fluxos de pagamento foram resolvidos, o que não acontece na Rússia ou Índia por exemplo, por outro lado, no Brasil além dos problemas comuns mencionados, o país ainda sofre com regulamentação excessiva da mão de obra e uma carga fiscal e tributária que além de ser a maior entre os BRICS também é muito complexa e burocrática.

Como primeira entrega deste grupo, esta sendo preparada uma pauta com sugestões de políticas públicas para melhoria do setor que serão apresentadas para os Presidentes e Ministros dos BRICS no evento que acontecerá em Setembro deste ano em Xiamen na China. ‘Estamos confiantes que conseguiremos endereçar os principais problemas para destravar o crescimento do e-­‐commerce e dos negócios digitais para pequenas e médias empresas do Brasil e dos demais países’, finalizou Lima.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Leads Qualificados: Dialhost Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss People Marketing: Dialhost

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.