Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

O que vem a depois da transformação digital?

Sexta-feira, 31 de maio de 2019   Tempo de leitura: 5 minutos

Durante palestra em um evento sobre Transformação Digital pelo mundo, o DES Madrid, Didier Bonnet, vice-presidente senior da Capgemini Consulting, disse que o consumidor digital vem trazendo mudanças em vários aspectos de consumo e no seu estilo de vida, desencadeando mudanças nas suas prioridades e interesses.

Didier Bonnet/Foto por Maria Conceição Moraes Costa.

Para ele, esse cenário do mercado, junto com a contínua aceleração da inovação e avanços tecnológicos, estão levando ao imperativo internacional de transformação digital das empresas. São, dessa forma, um profundo repensar das fronteiras da competitividade e do entendimento da lógica dos negócios e de seus modelos.

Uma das mudanças levantadas pelo executivo é a concepção de competitividade. Por exemplo:

  • Do controle das marcas para co-criação, economia colaborativa e comunidades;
  • Do modelo centrado no produto e serviço para centrado no clientes e Uber Alles;
  • Da cadeia de valor linear para plataformas e conectada digitalmente no ecossistema;
  • Da inovação interna e fechada para inovação aberta;
  • Da licença de custos pada análise de dados e preditivos;
  • E outras aspectos que a empresa precisa rever sua estrutura e cultua organizacional.

O empresário defende ainda que não existe prazo e espaço para pensar muito, o único caminho é mudar. Logo, não há espaço para conservadorismo, discurso sem prática e decisões amadoras.

A maturidade da transformação digital é visível pelas dimensões da capacidade das lideranças e pela capacidade digital. A fusão das duas dimensões promove ações concretas quanto a experiência dos clientes, conectividade das operações e definição de novo modelo de negócio.

Observa-se que quanto a maturidade na transformação digital pode alcançar de imediato aumento de 9% de sua eficiência com crescimento marginal de 26%.

Isso significa um divisor de águas na empresa, promovendo, após a transformação digital, o crescimento fluido quanto ao:

  • Crescimento da inovação
  • Crescimento da criação de valor e oportunidades
  • Redução de custos
  • Tudo isso interligado com a informação e adoção do “capital cliente”, agregando a empresa: sua cultura, reputação, valor, auto expressão, insight e muito mais.

Essa ebulição para sobrevivência das empresas tradicionais, poucas virarão uma fênix no mercado!

Por Maria Conceição Moraes Costa para o Digitalks e para o E-Commerce Brasil

 

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.