Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

“O Brasil ainda tem potencial para investir em empresas”, afirma diretora do Google

Quarta-feira, 24 de abril de 2019   Tempo de leitura: 5 minutos

Lançado em setembro de 2018, o programa Campanhas Inteligentes do Google Ads tem se destacado como mais uma opção para melhorar o desempenho das PMEs (pequenas e médias empresas), mesmo em um cenário econômico instável no Brasil.

Durante mesa-redonda realizada pela empresa na segunda-feira (22), a diretora global de gerenciamento de produtos para PMEs do Google, Kim Spalding, afirmou que esse tipo de negócio é a força vital da economia brasileira e que o país tem potencial de crescimento nessa área. “O Brasil tem bastante potencial para se investir em empresas, mas 60% das empresas brasileiras não têm sites. E é esse o foco das Campanhas Inteligentes”.

No lançamento, testes internos do Google já mostravam que as pequenas e médias empresas poderiam alcançar resultados três vezes melhores com as Campanhas Inteligentes. Isso porque, com a ajuda da tecnologia de machine learning, o Google exibe os anúncios quando os consumidores estão mais propensos a entrar em contato com a empresa, seja ligando, visitando a loja ou comprando por meio do site.

Dados internos do Google mostram que as campanhas geram tráfego de consumidores 80% mais relevantes para as pequenas e médias empresas, se comparado a campanhas similares no Google Ads que não utilizam o recurso.

Segundo o Google, a ideia é ajudar as empresas a se conectarem com os clientes. Além das Campanhas Inteligentes, a empresa também fornece outros serviços, alguns gratuitos, como o Google Meu Negócio, usado na criação de sites.

O programa ajuda as empresas a criarem campanhas de forma rápida

De 2013 a 2017, quase 1 bilhão de novos usuários se conectaram à internet, e quase a metade deles é de 11 países em desenvolvimento na Ásia, África e América Latina, de acordo com a Euromonitor. O Brasil está entre esses 11 mercados, numa lista que inclui também Bangladesh, Egito, Índia, Indonésia, México, Nigéria, Paquistão, Filipinas, Tailândia e Vietnã.

De acordo com um relatório de tendências que o Google fez com a Bain & Company em janeiro deste ano, esses 11 países serão responsáveis por uma parcela significativa do próximo bilhão de usuários que vai se conectar até 2021.

Kim Spalding é diretora global de gerenciamento de produtos para PMEs do Google – Foto: Divulgação

Nos Estados Unidos, apenas 53% das empresas têm um site e estão prontas para prosperar na economia digital. O percentual é ainda menor fora dos EUA — 26% no México e 26% na Argentina.

Outro ponto a ser considerado é que as PMEs têm demorado a adotar a ascensão do celular. Pesquisas do Google mostram que, embora 62% das pequenas e médias empresas consideram importante que seus negócios desenvolvam um site móvel, apenas 45% das empresas com um site sabem ao certo que seu site é otimizado para dispositivos móveis.

Novas ferramentas

Ainda segundo a empresa, as Campanhas Inteligentes vão ganhar dois novos recursos:

  • Ferramenta que sugere textos de anúncios para novas campanhas (em testes nos EUA, mas deve chegar ao Brasil nos próximos meses)
  • Ferramenta que otimiza exibição de anúncios de melhor desempenho de acordo com a pesquisa feita pelo consumidor, de forma automatizada.

O Google também oferece treinamentos gratuitos, incluindo nosso aplicativo Primer, que possui mais de 200 aulas para pequenas e médias empresas, para que possam ampliar seus conjuntos de habilidades.

Como funcionam as Campanhas Inteligentes?

As Campanhas Inteligentes do Google Ads utilizam o poder do machine learning (aprendizado de máquina, em português) para ajudar pequenas e médias empresas a criarem campanhas de publicidade de acordo com seus objetivos de negócio, como receber mais ligações, atrair mais clientes para uma loja ou levar mais consumidores a fazer compras por meio do site, explica Spalding.

“Sabemos que os empresários, principalmente de pequenas empresas, não têm tempo. Por isso, em 10 minutos, o programa consegue todas as informações necessárias para criar uma campanha eficiente. O Google otimiza todo o restante para atrair novos clientes para a sua empresa.”

As empresas têm acesso a uma interface inicial no Google Ads que mostra três objetivos de negócio (ligações, visitas na loja, ações no site). Basta selecionar uma categoria, a localidade para promover a campanha, editar o texto do anúncio e determinar o orçamento. Então o Google Ads passará a aprimorar a campanha automaticamente.

Por Dinalva Fernandes, da redação do E-Commerce Brasil

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. Parabéns para as pequenas empresas que mesmo sem um gerente de marketing e uma agência de publicidade poderão explorar o mercado com campanhas bem elaboradas e lucrativas.

    Responder

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.