Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Método Growth: veja como a metodologia pode ajudar empresas na Black Friday

Sexta-feira, 11 de outubro de 2019   Tempo de leitura: 6 minutos

Você sabe porque algumas empresas com bons produtos e demanda não conseguem crescer e outras, quase que despretensiosamente, alcançam sucesso tão rápido? Para Bruno Nardon, sócio e co-fundador da Gestão 4.0, Rappi Brasil e Kanui, a resposta pode estar no método utilizado pelas empresas, como o Método Growth, que pode ajudar, inclusive, na Black Friday.

Durante o Black Friday Kick-off, realizado pela Braspag em parceria com a Elo, na quinta-feira (10), em São Paulo, Nardon explicou como essa metodologia pode ajudar empresas de qualquer ramo. “Muitas empresas só pensam em produto/solução e mercado. Porém, é importante também levar em consideração a distribuição e a rentabilização da empresa. Dessa forma, qualquer empresa pode crescer”, afirma o executivo.

De acordo com Nardon, o Método Growth é dividido em quatro partes:

  • Mercado: “Para quem vende (B2B ou B2C), se é empresa grande, média, pequena, e o perfil do cliente”.
  • Produto/ Solução: “Que produto ou serviço você vende. Muitas empresas acham que só isso já o suficiente para vender, mas para crescer é preciso mais”.
  • Distribuição: “Por quais canais você vende seu produto/serviço: porta a porta, online, WhatsApp etc. Os canais determinam o alcance ao cliente”.
  • Rentabilização: “Você vai poder aumentar o diminuir a margem de lucro de acordo com a rentabilização”.

Retenção e rentabilidade

Outro ponto importante que faz parte da metodologia é a medição da retenção de clientes, segundo Nardon. “A ideia é medir quantos clientes compraram em determinado mês. 100 em janeiro, por exemplo. Destes, quantos voltaram a comprar em fevereiro. 50? No mês seguinte, 30?, e assim por diante. A retenção mostra qual porcentagem de clientes é estável, que voltarão a comprar no seu negócio”.

 

“Se a sua rentabilidade é baixa, você pode até vender muito, mas o seu crescimento vai bater no teto. Mas isso dependendo do tipo de negócio. Uma imobiliária, por exemplo, tem retenção 0 porque as pessoas não compram casas todo mês, mas se houver vendas todo mês isso é bom. Por isso, é necessário ter um ofertas únicas para o cliente para ter recorrência”, explica.

Dicas para Black Friday (e outras épocas do ano)

Veja as dicas do especialista para ter uma boa Black Friday. “Mas as dicas podem ser usadas durante o ano todo”, diz Nardon.

Tecnologia e infraestrutura

  • Se prepare para o fluxo gigante de visitas: “O site não pode cair nem estar lento. Tire os botões dos outros da sua página, como os de redes sociais, para deixar tudo o mais simples possível, pois esses botões só deixam a página mais lenta”, aconselha Nardon.
  • Alinhe as campanhas entre marketing e infraestrutura: “Faça categorias de produtos: não vale a pena vender produto que vai fazer você perder dinheiro”.

Operação

Precificação, custo, margem de contribuição por pedido e prazo de pagamento: “Se não vai conseguir entregar no prazo, não prometa. O cliente quer o produto mais baixo, e não se importa em esperar mais”.

Campanhas de marketing

  • Canais, campanhas e peças alinhados e sincronizados: coleções especiais, descontos exclusivos, campanhas e combo;
  • Processos massivos como mudanças de preço feitos com antecedência: “Anuncie os preços baixos antes da Black Friday. Se puder no dia anterior, ótimo, mesmo que o concorrente veja. É melhor garantir que a página funcione no dia do que deixar para mudar na data e perder clientes”;
  • Utilize sua base de clientes: email, push, SMS etc.

Operações e logística

  • Dimensione suas operações e turnos de separação de produtos, operadores logísticos, SAC;
  • Cuidado com erros operacionais: “Tudo é amplificado durante a BF”.

“Só existe um chefe: o cliente. Ele pode demitir todo mundo da empresa, do CEO ao estagiário, simplesmente indo gastar seu dinheiro em outro lugar”.

Sam Walton, fundador do Walmart

 

Leia também: Black Friday: gasto médio do consumidor deve ser de R$ 1,3 mil, aponta pesquisa do Google

Por Dinalva Fernandes, da redação do E-Commerce Brasil

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.