Redação E-Commerce Brasil

Mercado Livre promove edição online e gratuita da Feira Preta

Sexta-feira, 04 de dezembro de 2020   Tempo de leitura: 2 minutos

Desde 2018, o Mercado Livre apoia a atuação da empreendedora Adriana Barbosa e, em especial, a realização da Feira Preta, maior evento de cultura e empreendedorismo negro da América. Em 2020, a ação acontece até 12 de dezembro, em um novo formato, totalmente online e gratuito, com o tema central “#Existe um futuro preto!”.

Neste ano, para realizar a 19ª edição, o evento precisou se reinventar para manter sua essência em meio a pandemia. E, assim como em 2018, todos os empreendedores têm a oportunidade de anunciar e vender seus produtos online por meio da plataforma do Mercado Livre, em uma seção específica e totalmente dedicada aos produtos da feira.

Segundo o Mercado Livre, a primeira edição, realizada em 2018, reuniu cerca de 35 empreendedores e 300 produtos. Agora, em 2020, foram registrados mais de 80 vendedores, com 1200 publicações.

Feira Preta no Mercado Livre

“Um dos principais papéis da Feira Preta dentro da comunidade negra, além de influenciar na construção coletiva de projeções para o futuro, é transmitir esperança. Não existe a possibilidade de deixarmos de realizar o evento e exercer essa transmissão em um ano cujo cenário é tão distópico, ainda mais quando impacta diretamente uma parcela populacional que vive cotidianamente essas distopias” explica Adriana Barbosa, criadora do evento e CEO da PretaHub.

“A ação reforça o compromisso do Mercado Livre de impulsionar empreendedores, gerar impacto social por meio da tecnologia e promover a diversidade dentro e fora de companhia”, explica Laura Motta, gerente de Sustentabilidade do Mercado Livre no Brasil.

Serviço

Feira Preta 2020 – Existe um Futuro preto?

Data: 20/11 a 12/12

Festival Feira Preta: 01/12 a 12/12

Formato: Online – Via redes sociais da Feira Preta (TikTok, Spotify, YouTube, Facebook, Instagram) @feirapretaoficial

Ingressos: Gratuito

Leia também: A importância da pessoa acima do consumidor: “Números dizem só o que queremos entender”

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER