Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Mercado Livre vai mudar tarifas para vendas abaixo de R$ 120

Quarta-feira, 27 de junho de 2018   Tempo de leitura: 2 minutos

O Mercado Livre vai mudar as tarifas para vendas com valor unitário abaixo de R$ 120 a partir do dia 2 de julho de 2018. A partir dessa data, o marketplace irá cobrar R$ 5 fixos, além das comissões, que se mantêm no mesmo percentual.

As novas tarifas de venda serão de 11% + R$ 5 por item (no caso de anúncios Clássico) e 16% + R$ 5 por item, no caso de anúncios Premium.

“Para vendas de produtos de valor unitário a partir de R$ 120, não serão cobrados os R$ 5 por item, mantendo-se a comissão de venda atual (11% no Clássico e 16% no Premium)”, confirmou, em nota, o Mercado Livre.

Segundo a empresa, a alteração foi feita com base em comentários da comunidade de lojistas. “Por isso, agora todos os vendedores saberão com antecedência os custos de suas vendas, quando forem combinadas no carrinho ou quando forem compradas em uma quantidade de unidades que some mais de R$120”, explica o marketplace em sua página.

Com isso, a loja virtual espera oferecer mais frete grátis nas compras. Se, por exemplo, um cliente comprar diferentes produtos, ou diversas unidades, e o total superar os R$120, ele terá frete grátis subsidiado pelo Mercado Livre – ou seja, o varejista não precisa pagar nada pela entrega.

Mudanças no frete

O Mercado Livre também vai atualizar os custos do frete. As alterações no Mercado Envios Full entram em vigor a partir de 2 de agosto, e no restante dos serviços do Mercado Envios, a partir de 2 de julho de 2018.

O e-commerce também promoveu um update na lista de categorias especiais, disponível no site da empresa.

Confira os novos custos dos fretes:

Por Caio Colagrande, da redação do E-Commerce Brasil

Deixe seu comentário

6 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. É um absurdo esta taxa, inviabiliza a venda de qualquer produto abaixo de R$50,00, sera que não vai aparecer ninguém para criar uma start up para concorrer com eles????? falta de visão ou de dinheiro? E agora quem vai nos socorrer???

    Responder
  2. Só queria saber o seguinte: Acima de 100 reais hoje eu pego frete grátis no mercado de envios, no caso de produtos novos e com boa reputação, isso irá continuar?

    Responder
  3. Pessoal, o ML implantou hoje, dia 02/07 a nova regra de comissão fixa de $5 para produtos abaixo de $120. O ML veio com o discurso desta nova politica para ajudar no custo do frete grátis para o cliente e o vendedor saber antecipadamente o custo que teria, mas eles estão descontando de todas as vendas, até para vendas que fiz com a opção de retirada direta pelo comprador eles descontaram os $5. Vendas de um único item que vendi a $55 e o comprador ainda pagou pelo frete expresso de $32 o ML me descontou o valor fixo de $5. Então não é só para os casos em que o carrinho de compras superar os $120. Eles estão abocanhando este fixo de $5 em qualquer situação. Simplesmente conseguiram cobrar mais comissão de tudo sem aumentar a taxa de 11%. Isto é que é ajuda para os vendedores. Parabéns Mercado Livre por mais este assalto junto aos vendedores.

    Responder
  4. Boa noite.
    O mercado livre tá de sacanagem com seus clientes principalmente para região Nordeste,principalmente não existe mais frete grátis,e ô valor cobrado do frete é um assalto.
    Pra mim eras uns dos melhores sites de compras,hoje não mais.

    Mim sentido revoltado.

    Responder
  5. Pessoal, com essa taxa, muita gente vai pagar pra trabalhar. Os pequenos todos vão quebrar. Precisamos nos unir e combinar uma data, primeiro de setembro, por exemplo, para pausar todos os items abaixo de R$ 120. Vamos atingir o bolso deles e tenham certeza que isso será revertido. Será difícil, mas nos conseguiremos outros meios de colocar nossos produtos. E eles como ficarão?

    Responder
  6. O Mercado Livre modificou as suas taxas sem consultar os clientes e nem oferecer alternativas, onerando todos os seus vendedores, assim como os clientes.

    Os fatos são:

    1 – Começaram a cobrar 5 reais a cada produto abaixo de 120 reais para, segundo o próprio Mercado Livre, custear um frete frete que o cliente já paga. Isso é abusivo!

    2 – Se você o vendedor realizar a venda de 3 produtos de 10 reais, eles te cobram 3,30 de comissão (a mais barata taxa) + 15 reais do “custeio do frete” que o cliente pagou já teve que pagar, pois abaixo de 120 reais o frete não é grátis! Espera, todos estão pagando mas ninguém está recebendo nada!

    3 – O Mercado Livre enviou e-mail a todos os seus vendedores, sugerindo que, além de imbutir esses custos na compra, onerando ainda mais o consumidor brasileiro, os vendedores de produtos baratos criassem “kits”, subindo o preço e ficando mais “vantajoso” para o vendedor. Isso é venda casada!!!!

    Segue um exemplo do email enviado pelo ML aos vendedores:

    “Revise os seus anúncios de menos de R$6Já há alguns dias, as vendas de menos de R$120 pagam um custo fixo de R$5 por unidade, além da porcentagem habitual. Por isso, para que os seus produtos mais baratos também possam gerar lucro, sugerimos que você os revise.Você pode oferecer produtos em packs em um mesmo anúncio. Por exemplo, se você vende uma caneta Bic, altere o título para “Canetas Bic em pack de 10 unidades” e atualize o preço.Modifique os seus anúncios agora mesmo! Caso você não faça isso, começaremos a pausar esses anúncios a partir do dia 6 de agosto para evitar que você perca dinheiro.”

    4 – Não é segredo que o Mercado Livre cobra o frete a maior em todos os produtos. E mesmo cobrando a mais, o Mercado Livre nunca devolve o que cobrou a mais pelo frete para o vendedor ou para o cliente, logo, ele somente negociam frete! A criação dessa nova “taxa” tem a finalidade de apenas fazer caixa e não de fomentar o comércio eletrônico. É mais uma prática abusiva.

    Ou seja, nem o vendedor, nem o cliente têm a opção de negociar como preferem fazer e isso não pode acontecer!

    Se um cliente meu quiser retirar o produto em mãos, eu ainda assim tenho que pagar a taxa de 5 reais para custear que frete?

    Sinto muito, mas, oferecer o produto “Frete Grátis” é uma excelente idéia, porém, obrigar a TODOS os vendedores custearem essa modalidade, sendo que somente alguns irão se beneficiar é completamente indecente, quase um estelionato.

    Sem contar que, se eu tiver um produto que custe mais de 120 reais, eu sou obrigado a oferecer frete grátis… mas espera aí e onde fica a negociação entre o vendedor e o cliente?

    Espero que a plataforma consiga fazer uma análise e assim verificar junto aos órgãos competentes os desmandos e abusos dessa empresa.

    Responder

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.