Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Mercado Livre e GOL Linhas Aéreas anunciam parceria para transporte de carga

Terça-feira, 19 de abril de 2022   Tempo de leitura: 8 minutos

O Mercado Livre e a GOL Linhas Aéreas anunciaram uma parceria de longo prazo para transporte de carga, nesta terça-feira (19), em coletiva de imprensa. Atualmente, o marketplace opera com três aeronaves no Brasil para chegar a locais distantes de seu fulfillment. A GOL disponibilizará seis aeronaves cargueiras operadas pela GOLLOG, unidade de logística da GOL, exclusivamente para o e-commerce no Brasil.

Com a parceria, o Mercado Livre vai triplicar a capacidade de voos ao redor do Brasil, reduzindo o prazo para algumas regiões em 80%, sem aumento do valor do frete. Três dessas aeronaves, modelo Boeing 737-800, entrarão na rota a partir de junho e as outras três até o terceiro trimestre de 2023. As aeronaves serão adaptadas para o transporte de carga e customizadas com as cores do Mercado Livre e a logomarca da GOL. O acordo é de dez anos e, posteriormente, será analisada a inclusão de aeronaves adicionais até 2025.

O Mercado Livre e a GOL Linhas Aéreas anunciaram uma parceria que pode diminuir o tempo de entrega em algumas regiões do país. Imagem: Divulgação

“Com este reforço teremos voos diretos saindo de São Paulo e, considerando cargas armazenadas em Fulfillment, vamos reduzir o tempo de entrega para as regiões Norte e Nordeste em até 80%, alterando o prazo de entrega de Manaus, por exemplo, de 9 dias para apenas 1 dia. Em capitais do Nordeste, o prazo atual de 4 dias também cairá para apenas 1. Já os consumidores de Goiânia e Cuiabá, por exemplo, passarão a receber seus pacotes Full no dia seguinte”, afirma Fernando Yunes, vice-presidente Sênior e líder do Mercado Livre no Brasil.

Alguns números de redução do tempo de entrega:

  • Manaus (AM): de 8-9 dias para 1-2 dias
  • Belém (PA): de 4-6 dias para 1-2 dias
  • Fortaleza (CE), São Luís (MA), Teresina (PI), Recife (PE), Natal (RN), João Pessoa (PB) e Salvador (BA): de 3-4 dias para 1-2 dias
  • Brasília (DF), Goiânia (GO) e Cuiabá (MT): de 2 dias para 1 dia

A capacidade de entrega também aumentará, de 10 milhões de pacotes para 40 milhões de forma aérea por ano. “Quem mais ganha é o consumidor final, pois a redução do prazo será de até 80%, 50% para Centro-Oeste e 70% para Sul e Sudeste, que já conta com entrega no dia seguinte. Cerca de 70% das aeronaves serão disponibilizados para as regiões Norte e Nordeste, principalmente Manaus, e o restante para outras partes do país”, afirma Yunes.

“Essa é a estreia da Gol no setor de aviões cargueiros. É um novo modelo de negócio relevante para o setor de logística no Brasil. Poucos países do mundo têm esse modelo e essa é a primeira vez que esses aviões operam na América do Sul”, afirma Paulo Kakinoff, CEO da GOL Linhas Aéreas.

Nova operação aérea do Mercado Livre

Os aviões destinados à operação fazem parte da frota atual da GOL e passarão por um processo de conversão para cargueiros, sendo designados como 737-800 BCF (Boeing Converted Freighter), equipamentos inovadores em termos de carga e eficiência, com capacidade de 24 toneladas. A GOL Aerotech, unidade de negócios da companhia especializada em manutenção, reparos e revisões de aeronaves e componentes, a maior da América Latina, está em processo de certificação para executar integralmente as conversões das próximas aeronaves em seu centro de manutenção em Confins (MG).

Ainda segundo Kakinoff, a parceria possibilitará economia dos custos fixos de R$ 25 milhões em 2022 e R$ 70 milhões em 2023. O executivo explica que as companhias repassam os custos de devolução das aeronaves aos agentes financeiros que fazem esses aluguéis, quando os contratos expiram. Como as aeronaves da GOL não serão devolvidas, mas convertidas, os custos são economizados pela companhia aérea.

Com as operações exclusivas para o Mercado Livre, a GOL espera gerar diretamente 100 novas vagas de trabalho e cerca de 90 posições indiretas. “Estimamos que a GOLLOG registre um aumento de aproximadamente 80% na capacidade ofertada em toneladas e aumente a gama de serviços oferecidos com uma receita incremental de R$ 100 milhões em 2022 e de mais de R$1 bilhão nos próximos 5 anos”, complementa Julio Perotti, diretor executivo da GOLLOG.

Segundo Pablo Navarrete, director senior do MELI Air, a operação aérea chega a ser até 8 vezes mais cara que a terrestre, o que aumentará o custo da empresa com a logística. Porém, o custo não será repassado ao consumidor final.

Frete não aumentará para o consumidor

Yunes complementa que com a diminuição do prazo de entrega, aumentará a procura do consumidor para a compra de outros produtos nem tão atraentes no e-commerce, o que possibilitará aumento de lucro da empresa a longo prazo. “Reduzindo o prazo de entrega, naturalmente aumenta a fidelização e o mercado, pois há produtos que as pessoas não esperam oito dias para comprar e preferem adquiri-los em lojas físicas. Com mais produtos sendo comprados online nessas regiões, nós estimamos que o aumento de vendas virá naturalmente, à medida que o volume vai aumentando”.

A empresa não divulga a quantia investida na parceria, mas afirma que o montante faz parte do pacote de R$ 17 bilhões divulgado no início do ano. Já a GOL, estima receita de R$ 100 milhões neste ano e R$ 1 bilhão em cinco anos. Por agora, o foco da parceria é o Brasil. Não há planos de estendê-la  para a América Latina, por enquanto.

Leia também: Minissérie ECBR: os desafios da logística e as expectativas para 2022

Por Dinalva Fernandes, da redação do E-Commerce Brasil

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER