Redação E-Commerce Brasil

Méliuz compra Grupo Acesso por R$ 324 mi para expandir pagamentos

Terça-feira, 04 de maio de 2021   Tempo de leitura: 2 minutos

A Méliuz anunciou na segunda-feira (3) a compra do Grupo Acesso, fintech especializada em soluções de pagamento que opera utilizando as marcas Acesso, Acesso Bank, Bankly e Banco Acesso. O acordo foi fechado por R$ 324,5 milhões, mas a operação está sujeita a ajustes de valor usuais.

Segundo o fato relevante, a associação com a Acesso é um passo na expansão do ecossistema de serviços financeiros do Méliuz, permitindo o desenvolvimento de soluções em contas digitais, pagamentos, e outros temas relacionados a serviços e produtos transacionais

O acordo prevê a incorporação pela Méliuz de 100% das ações de emissão da Acessopar, holding controladora da Acesso, em troca de novas ações de emissão da Méliuz (“Transação”). Através desta estrutura, a Acessopar passará a ser uma subsidiária integral da Méliuz e os acionistas da Acessopar na data do fechamento se tornarão acionistas de longo prazo da empresa.

Os atuais executivos chave da Acesso permanecerão nos cargos para dar continuidade ao projeto. Após o cumprimento de condições suspensivas usuais deste tipo de transação, em especial a aprovação do Banco Central, a consumação da incorporação de ações de emissão da Acessopar pela Méliuz ocorrerá na data de deliberação da transação pela assembleia geral extraordinária de ambas as companhias (“fechamento”), que deverá ocorrer entre o segundo semestre do ano de 2021 e o início de 2022.

As ações de Méliuz a serem emitidas e entregues aos acionistas da Acessopar no fechamento serão liberadas para negociação em etapas, conforme condições estabelecidas no acordo.

Leia também: Infracommerce revive IPO, precifica ação em R$ 16 e oferta levanta R$ 870 milhões

Fonte: Exame

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.