Redação E-Commerce Brasil

MaxAB: startup egípcia de entrega de alimentos B2B levanta US$ 40 milhões para expansão

Terça-feira, 06 de julho de 2021   Tempo de leitura: 3 minutos

A MaxAB, startup sediada no Cairo, que atende a uma rede de varejistas tradicionais de alimentos e mercearias em todo o Egito, levantou US$ 40 milhões em uma rodada de financiamento.

A empresa, que afirma ter se lançado em uma nova cidade a cada mês neste ano, vai expandir sua presença física no Oriente Médio e Norte da África. Além disso, a MaxAB planeja contratar mais talentos e expandir seus verticais de negócios, incluindo novas cadeias de suprimentos e soluções financeiras integradas.

Após levantar US$ 40 milhões, MaxAB quer expandir presença na região. Imagem: Divulgação

Fundada em novembro de 2018 por Belal El-Megharbel e Mohamed Ben Halim, a plataforma da MaxAB gerencia compras e entrega de alimentos para lojas no Egito. Os proprietários das lojas podem usar a plataforma para comprar mercadorias, solicitar entrega ou logística para movimentar as mercadorias e acessar uma equipe de suporte ao cliente.

El-Megharbel, CEO da empresa, disse ao TechCrunch, que os pequenos comerciantes egípcios, que representam uma grande fatia do PIB do país, têm dificuldade em obter seus estoques. Por outro lado, os fabricantes também têm que sofrer imensamente e incorrer em tantos custos para atender a um mercado como o Egito, onde mais de 400.000 pequenas lojas familiares vendem 90% dos mantimentos do país.

“Vimos que existe um papel enorme na otimização desta cadeia de suprimentos usando tecnologia para que possamos ter a quantidade certa de produtos no lugar certo na hora certa”, explicou El-Megharbel.

O executivo chama a MaxAB de Amazon para o varejo no Oriente Médio. Segundo a publicação, em mercados emergentes, pode ser desafiador encontrar empresas terceirizadas de entrega de comércio eletrônico com as quais trabalhar. Os disponíveis são caros ou ineficientes. Por isso, a MaxAB possui infraestrutura própria.

Modelo da MaxAB

De acordo com a reportagem, a empresa não constrói armazéns do zero. Em vez disso, compra-os totalmente e os reformula para atender às suas necessidades. Depois disso, a MaxAB usa ferramentas de tecnologia interna para gerenciar melhor o fluxo de estoque dentro e fora do depósito.

Como líder de mercado, a MaxAB tem aproveitado para consolidar sua posição e escala de forma sustentável em meio à concorrência.

Um dos planos da MaxAB é oferecer serviços financeiros aos seus lojistas. Com base no banco de dados de comerciantes da empresa, a companhia pode prever sua situação financeira. Em seguida, a empresa oferecerá linhas de crédito e financiamento de capital a esses estabelecimentos.

Leia também: Imobiliárias online: consumidor já compra imóvel ‘às cegas’

Fonte: TechCrunch

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER