Redação E-Commerce Brasil

Marisa reduz prazo de entrega em 30% após implementar dark store

Quinta-feira, 29 de julho de 2021   Tempo de leitura: 3 minutos

A Marisa informou ter registrado redução de 30% no prazo de entrega das compras realizadas via site e app. A otimização foi possível após a marca apostar no conceito logístico de dark stores, lojas fechadas ao público que funcionam como pontos de distribuição para atender exclusivamente os canais digitais.

A Marisa diminuiu o tempo de entrega em 30% após implementar operação com dark stores

A primeira operação foi inaugurada em fevereiro em São Paulo e o plano é expandir o modelo com novos espaços em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia, dando tração, principalmente, às entregas feitas em um dia — a expectativa é que elas representem 30% dos pedidos até fim de 2022.

Segundo Rafael Rocha, diretor de logística e engenharia da Marisa, o objetivo é acelerar a logística do e-commerce que, no primeiro trimestre de 2021, teve um crescimento de 67,3%, atendendo também às demandas que surgiram durante a pandemia. “As dark stores são operações fundamentais na nossa estratégia de omnicanalidade que mira na experiência e comodidade da cliente que pode escolher o melhor canal para as suas compras. Esse movimento está alinhado aos planos da Marisa de se tornar a plataforma da mulher”, afirma.

As dark stores são responsáveis pela separação e entrega dos produtos comprados nos canais digitais. Instaladas próximas a centros urbanos, atendem regiões específicas justamente para encurtar a distância entre o produto do varejista e o consumidor final, permitindo entregas mais rápidas, no mesmo dia (same day delivery) ou no dia seguinte (next day delivery). A cada pedido, o e-commerce cruza informações como a disponibilidade do produto, a menor distância e o menor frete para chegar ao cliente com mais agilidade.

Segundo a varejista, além de trazer velocidade ao negócio, o modelo também impactou o custo de frete, que caiu em 18%. “A primeira dark store da Marisa, instalada no Centro de Distribuição de Itaquaquecetuba, começou a operar em fevereiro deste ano para atender, inicialmente, o estado de São Paulo. Estamos crescendo em uma média de 25% ao mês. Portanto, em menos de seis meses, o que era um teste se mostrou muito eficaz, tanto para a cliente que tem mais comodidade e menos prazo de entrega, quanto para a companhia, demonstrando o sucesso da operação”, complementa Rocha.

Leia também: Marisa cria plataforma que integra lojas físicas ao aplicativo

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER