Redação E-Commerce Brasil

Mappin retorna ao mercado como loja online

Segunda-feira, 10 de junho de 2019   Tempo de leitura: 3 minutos

Nesta segunda-feira (10), o Mappin, que marcou a história das lojas de departamento no Brasil nas décadas de 1980 e 1990, retornou ao mercado em formato de e-commerce. A princípio, a plataforma vai contar com um portfólio de 15 mil itens à venda, entre produtos cama, mesa e banho, utilidades domésticas, móveis, decoração e outros.

A rede está sob o comando da Blue Group, empresa responsável pela operação digital da varejista Marabraz. Segundo a empresa, a plataforma foi desenvolvida com tecnologias e logística para a atuação nacional da marca.

“Estamos animados e ansiosos para o lançamento. Sabemos que essa é uma marca muito querida e nostálgica, por isso todos os nossos esforços estão focados para atender às expectativas do público. A ideia do e-commerce é tornar possível que as pessoas encontrem tudo o que procuram, como era a proposta da marca antigamente, mas agora sem precisar sair do conforto do lar”, explica Nader Fares, sócio-diretor comercial da Marabraz.

Leia mais: Google anuncia mudanças para entrar de vez no e-commerce e virar marketplace nos EUA

Marketplace

A marca trará mais novidades após o lançamento, como a estreia de um markeplace no segundo semestre de 2019. Esta operação, que contará com a participação de varejistas parceiros, vai aumentar o catálogo de produtos para mais de 500 mil itens.

A participação de outras vendedoras retoma o antigo modelo da tão famosa loja de departamento. “O e-commerce virá com a mesma identidade visual das antigas lojas Mappin. Nosso foco será em proporcionar uma experiência de compra completa no ambiente digital. Para isso, estamos investindo mais de R$ 4 milhões em tecnologias para oferecer um serviço de excelência”, comenta Abdul Fares, sócio-diretor financeiro da Marabraz.

Loja histórica

A marca Mappin chegou ao Brasil em 1913 como pioneira do comércio varejista de grande escala. Inicialmente com lojas de luxo, a rede passou a adotar um modelo mais popular em um prédio na praça Ramos de Azevedo, no centro de São Paulo. A marca foi adquirida pela Marabraz por R$ 5 milhões em 2009 em um leilão.

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.