Redação E-Commerce Brasil

Mais de 40% dos lojistas estão avaliando lançar seu próprio marketplace

Quinta-feira, 21 de outubro de 2021   Tempo de leitura: 3 minutos

Pesquisa da Atonit realizada em parceria com o E-Commerce Brasil apresenta os principais desafios e vantagens do marketplace como modelo de negócio.

A pesquisa teve a participação de 72% dos respondentes atuantes no varejo (B2C), além de respondentes da indústria (que atuam no mercado B2B e D2C) e cursos.

43% dos respondentes afirmaram estar em avaliação sobre o lançar o próprio marketplace, enquanto 28% disseram já operar neste modelo ou estão com o projeto em desenvolvimento. Os demais participantes responderam acreditar que esse modelo não seja aderente para o segmento no qual atuam.

Complexidades do modelo de negócio

Sobre a visão de maior complexidade de ser um marketplace, os respondentes puderam assinalar mais de uma alternativa.

Em primeiro lugar (para 43% dos participantes), a maior complexidade desse modelo de negócio é o gerenciamento: administrar as próprias vendas, enquanto deve-se gerenciar as empresas terceiras, que vendem através do seu e-commerce.

Em segundo lugar (25%), a complexidade apontada foi a tecnologia: integrações com os sistemas necessários para executar uma operação eficiente e em terceiro lugar (18%) o atendimento: lidar com situações de troca e devoluções, já que há vendas de produtos para terceiros.

As demais opções inseridas pelos participantes foram: tráfego, margem e rentabilidade, concorrência e integração entre os canais de distribuição (B2B, B2C e D2C).

Benefícios e vantagens em se tornar um marketplace

Em relação a benefícios e vantagens, os respondentes também puderam assinalar mais de uma alternativa. Os benefícios mais relevantes em se tornar um marketplace estão abaixo apresentados em ordem de relevância

  • 57% Oferecer aos meus clientes um canal unificado de compras, com amplo mix de produtos;
  • 50% Aumentar a relevância do meu e-commerce em mecanismos de buscas;
  • 39% Possibilidade de ser tonar um canal de vendas referência em meu segmento;
  • 36% Fidelizar meus clientes;
  • 36% Aprender mais sobre meu cliente e seu comportamento de consumo.

Sobre comercializar seus produtos em outros marketplaces, 61% dos participantes responderam que já atuam em parcerias junto à outros players e 21% responderam ainda não comercializar, mas registraram que gostariam.

Leia também: CAE promove novo debate sobre privatização dos Correios.

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER