Redação E-Commerce Brasil

Magazine Luiza fecha parceria para vender dentro do Carrefour

Terça-feira, 28 de maio de 2019   Tempo de leitura: 3 minutos

O Magazine Luiza e o Carrefour anunciaram na segunda-feira (27) uma parceria para que produtos eletrônicos, eletrodomésticos, TVs e celulares da rede varejista sejam vendidos em duas lojas da rede de supermercados na cidade de São Paulo. O prazo da parceria é de seis meses.

Em comunicado, as empresas informaram que o Magalu também será responsável “pela estratégia comercial, disponibilidade de produtos, entrega e gestão das equipes dessas categorias”, entre outras coisas. Os funcionários das duas redes serão reaproveitados, mas o estoque ficará a cargo do Magazine Luiza. 

Segundo informações do Estadão, o projeto se inicia na segunda quinzena de junho nas lojas do bairro do Limão, na zona norte, e no Shopping Anália Franco, na zona leste. A varejista disse “tratar-se de um acordo limitado a duas lojas e por prazo específico, sendo que eventual ampliação da parceria poderá ser oportunamente avaliada e discutida”.

“A intenção é melhorar a experiência de compras do consumidor”, afirmou ao Estadão Stéphane Engelhard, vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Carrefour Brasil. Na França, Polônia e na China, o Carrefour já tem parcerias semelhantes com varejistas locais que são especialistas em eletroeletrônicos no modelo loja dentro da loja, a chamada “store in store”.

A parceria seria um jeito de ampliar rapidamente o número de lojas para dar apoio ao comércio online do Magazine Luiza. Com as lojas dentro dos hipermercados, o consumidor poderia comprar no site e retirar os produtos na loja. “É um jeito barato multiplicar o número de pontos de venda.”, afirmou Engelhard ao Estadão.

Estratégia agressiva

O Magazine Luiza tem mostrado estratégia agressiva de crescimento e, no último domingo (26), elevou sua oferta pela Netshoes em 50% para US$ 93 milhões o equivalente a US$ 3 por ação, contra US$ 2 da proposta inicial. A contraposta foi feita para evitar que a Centauro feche negócio após elevar a oferta para US$ 2,80 por ação.

As informações são do Infomoney e do Estadão.

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.