Redação E-Commerce Brasil

Investimento em carteiras digitais é a bola da vez na Magalu

Quarta-feira, 15 de setembro de 2021   Tempo de leitura: 4 minutos

A Magalu está on e no mundo das fintechs. O ano era 2020 e o grupo dava passos firmes rumo à digitalização do varejo brasileiro com a implementação de carteiras digitais. O assunto foi tema da palestra “Carteiras digitais como habilitador de relacionamentos”, ministrada pelo Head of Fintech da Magazine Luiza, Robson Dantas no Fórum E-Commerce Brasil ‘21 – Grand Connection.

Universo de pagamentos

“Serviços financeiros não são novidade no grupo, nós já temos o LuizaCred, um produto de cartão que já vem sendo trabalhado há mais de 20 anos, mas nos últimos dois anos nós realizamos diversos investimentos para que isso se torne cada mais concentrado, que as nossas iniciativas fiquem orbitando sobre o assunto de digitalização do varejo”, explica Dantas.

Nesta perspectiva, em janeiro do ano passado foi lançada a MagaluPagamentos e, junto à essa estrutura interna, foi desenvolvido todo o processo de split, agenda de liquidação e antecipação de recebíveis. Já em julho do mesmo ano, foi lançado o MagaluPay, uma carteira integrada ao SuperApp; uma promoção de cashback e foi implementada uma estratégia para desenvolver um meio de pagamento próprio que funciona tanto no online quanto nas lojas físicas.

Em dezembro o grupo adquiriu a HubFintech, empresa pioneira em ofertar tecnologia necessária para empresas que queiram apostar em carteiras digitais, neste mesmo mês foi lançado o Pix.

Crédito

“Também fizemos a integração, indo na linha de aproximar tudo o que tem dentro do grupo da carteira digital, colocamos o nosso cartão Luiza no SuperApp e, avançamos, no lado do Pessoa Jurídica, no processo de concessão de crédito”, assinala Dantas.

Em abril deste ano foi lançado o Cartão MagaLu, um cartão focado no público online, totalmente integrado à carteira digital. Além disso, foi colocado Pix em todos os canais da empresa, do e-commerce ao sistema de back office. Em julho foi adquirida a BIT55, uma plataforma de processamento de cartão de crédito que possibilita um olhar tecnológico para a Pessoa Jurídica; foi lançada a maquininha smart, que permite vendas no offline e no online e foram desenvolvidas mecânicas promocionais no ecossistema Magalu e mecânicas promocionais externas.

“Nós lançamos a carteira com algumas coisas em mente, frequência é o ponto principal, como eu consigo fazer com que o nosso cliente acesse o nosso aplicativo cada vez mais? O segundo ponto, é a facilidade no processo de compra, à medida que expandirmos o nosso ecossistema, a carteira será um ponto de entrada em todas as empresas do grupo e eu consigo ter o meu meio de pagamento com todas as mecânicas de benefícios integradas, isso funcionando tanto no digital quanto no físico e no final, precisamos dar acesso a produtos e serviços financeiros”, aponta.

No momento, o grupo se prepara para o próximo grande passo: a adoção do Open Finance.

Por Tatiana Moura, em cobertura especial para o Fórum E-Commerce Brasil.

O Fórum E-Commerce Brasil Grand Connection acontece nos dias 13, 14 e 15. O evento de alcance global conta com a participação de especialistas e grandes nomes do comércio eletrônico. Acompanhe ao vivo.

Leia também: Além de inspiração, Pinterest será plataforma de venda de produtos.

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER