Redação E-Commerce Brasil

Investimento em anúncios no Facebook deve crescer em 2017

Segunda-feira, 20 de março de 2017   Tempo de leitura: 2 minutos

Em 2017, anunciantes devem alocar mais dinheiro em publicidade paga em redes sociais, especialmente o Facebook. Nos próximos 12 meses, dois em cada três profissionais pretendem aumentar o investimento nas plataformas sociais, de acordo com um relatório da ClickZ Intelligence. O levantamento foi realizado em dezembro de 2016.

Os dados não são exatamente uma surpresa porque a empresa de Mark Zuckerberg é o maior alvo desse tipo de publicidade (em dólares) no mundo. O eMarketer estima que a companhia abocanhe dois terços do mercado neste ano.

Mas o Facebook não é o único site onde anunciantes planejam colocar seu orçamento.

De acordo com a pesquisa da ClickZ, 40% dos entrevistados disseram ter planos para aumentar o budget no Instagram – onde o mercado de publicidade tem mostrado desenvolvimento rápido – e outros 40%, no LinkedIn.

Já o interesse crescente no LinkedIn ocorre por conta das ofertas cada vez mais comuns para anunciantes usarem o InMail patrocinado. E porque, também, a plataforma de propagandas no LinkedIn tem aumentado.

Ao mesmo tempo, investimentos no Twitter tendem a crescer mais de 25%, segundo o mesmo levantamento, apesar de ser a plataforma com maior índice de entrevistados inclinados a cortar gastos nessa rede social.

Fonte: eMarketer

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Leads Qualificados: Dialhost Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss People Marketing: Dialhost

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.