Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Inteligência de mercado: o que fazer para se destacar nos negócios

Segunda-feira, 14 de maio de 2018   Tempo de leitura: 3 minutos

No atual cenário, onde praticamente toda a audiência digital está concentrada em 5 players (1° Google, 2° Facebook, 3° YouTube, 4° Yahoo e 5° Amazon), é preciso ficar atento às suas influências para ter destaque no mercado. Afinal, quando um deles dita alguma regra, todo o ambiente de negócio é alterado — e para se antecipar vale estar conectado à essas mudanças. Fora isso, é importante entender a inteligência de mercado e saber quais metodologias essas renomadas empresas aplicam para estar sempre um passo à frente.

“Hoje, os gigantes do mercado digital utilizam muita busca orgânica, por ser mais barata. Entretanto, ela exige bastante produção de conteúdo, sempre seguindo as tendências de mercado. Eles também utilizam o e-mail marketing, nesse caso para reter clientes, e a venda direta, como rádio e televisão”, explicou Urgel Augustin durante a Conferência E-commerce Brasil Santa Catarina.

Para ele, é preciso criar uma rotina de pesquisa e reuniões na empresa para se antecipar à inteligência de mercado. “Ela começa no café da manhã, quando podemos monitorar os picos de crescimento e quedas dos concorrentes. Ao menos uma vez por semana é preciso acontecer uma reunião para comparar os dados em relação à concorrência, assim como uma vez por mês identificar as oportunidades de mercado e otimizar as estratégias. Por fim, sugiro uma revisão trimestral para avaliar as tendências da indústria e analisar as conversões”, enumerou.

As mídias sociais, segundo ele, não estão entre as mais vantajosas. “O orgânico e o pago ainda são os melhores investimentos. A Aliexpress, por exemplo, assumiu a liderança no e-commerce brasileiro após um enorme investimento em display Ads”, lembrou Augustin, ressaltando que esse tipo de investimento é o mais arriscado e deve ser feito com muito cuidado. “Ela possuía recurso de sobra, por isso apostou nessa estratégia de venda direta”, ponderou.

Better Insights. Better decisions

Durante a apresentação, ele citou a estratégia de vendas das empresas de vinho Evino e Wine como modelo de negócios. “Nesse setor existe uma grande recorrência de compras, um carinho pelas marcas. E isso é resultado do trabalho em e-mail marketing para a fidelização (25% das vendas chega a partir dessa ferramenta), assim como o uso de Blogs de conteúdo para agregar informações. É isso o que traz os consumidores de volta às compras com eles”, pontuou, lembrando que o investimento nessa estratégia só foi possível a partir do momento em que empresas passaram a observar os números em suas campanhas.

Inteligência na moda

No segmento de moda, segundo Augustin, quem está levando a melhor são as empresas Renner e Riachuelo. “Essa vantagem é atribuída ao investimento em inteligência de mercado. Hoje, elas utilizam a análise de tendência do Google e trabalham muito com a Image Tag Search, imagens com nomes específicos para buscas. Além do custo reduzido, essa ferramenta ainda é pouco explorada e tem aumentado muito a venda nas empresas”, indicou. E o mesmo vale para o Pinterest, já bastante difundido na Europa: “Grande parte das buscas por imagens é feita por esse recurso e os brasileiros estão descobrindo ele agora”.

 

Por Giuliano Gonçalves, da redação do E-Commerce Brasil

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.