Redação E-Commerce Brasil

Google pede que juiz dos EUA mova ação antitruste coletiva para a Califórnia

Segunda-feira, 25 de janeiro de 2021   Tempo de leitura: 2 minutos

O Google pediu a um juiz no Texas, nos Estados Unidos, para transferir uma ação antitruste movida por dez estados em dezembro para um tribunal na Califórnia, um estado que possui testemunhas mais relevantes e documentos necessários para a empresa, segundo a companhia.

Em dezembro, o Texas e outros nove estados processaram a companhia em um tribunal em Sherman, no Texas, acusando a empresa de trabalhar com o Facebook de uma forma que violava a lei antitruste para impulsionar seu já dominante negócio de publicidade online.

A empresa disse em um processo judicial que o primeiro caso alegando que monopolizava a publicidade online foi arquivado. Desde então cinco outros processos foram arquivados.

Todos foram arquivados no Distrito Norte da Califórnia, “o local onde o Google está sediada e onde as testemunhas e documentos mais relevantes estão localizados do que em qualquer outro distrito do país”, disse o Google em seu pedido para mover o caso, que foi arquivado posteriormente na terça-feira (19).

O Google acrescenta que o processo dos estados “não identifica uma única empresa ou pessoa que possa ser testemunha no julgamento e viva ou trabalhe em um raio de 160 km” do tribunal do Texas onde o caso foi arquivado.

Google x estados

Os estados pediram que o Google, que controla um terço da indústria global de publicidade online, os indenizasse pelos danos e buscou “alívio estrutural”, o que geralmente é interpretado como forçando uma empresa a alienar alguns de seus ativos.

“Como revelam documentos internos do Google, o Google procurou eliminar a concorrência e o fez por meio de uma série de táticas de exclusão, incluindo um acordo ilegal com o Facebook, sua maior ameaça competitiva em potencial”, disse o processo.

A empresa anteriormente chamou o processo do Texas de “sem mérito”.

No total, o Google foi processado três vezes desde outubro pelos estados dos EUA e pelo Departamento de Justiça, incluindo o processo no Texas.

Em dezembro, um grupo separado de 38 estados e territórios dos EUA apresentou sua própria reclamação antitruste do Google.

Leia também: Biden deve expandir casos antitruste e separar empresas de tecnologia

Fonte: Reuters

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.