Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Google disponibiliza estratégias para tornar campanhas mais efetivas

Sexta-feira, 24 de junho de 2022   Tempo de leitura: 4 minutos

Segundo o Google, ter títulos, descrições, links e um material audiovisual diverso e bem produzido é parte essencial de uma campanha de mídia online bem-sucedida. Ainda assim, a Rede de Pesquisa (grupo de sites e apps do Google nos quais anúncios de texto podem ser exibidos) destaca algumas peças tendo como critério principal a qualidade delas.

Leia também: Conheça os 4 tipos de perfil do consumidor de e-commerce para os próximos anos

Diariamente, 15% das buscas feitas por usuários são totalmente novas, consultas nunca antes realizadas. De fato, aí estão oportunidades, e as empresas devem optar por soluções automatizadas que capturem esse crescimento em escala ao passo que entendam as necessidades de cada consumidor.

Mas, como obter excelência criativa?

Este é um tema que se atualiza todos os anos e, de acordo com o Google, existem recomendações técnicas específicas para a criação de anúncios com bons resultados na Rede de Pesquisa. Para tanto, o gigante das buscas destaca três importantes pontos:

1 – Ter ao menos um anúncio responsivo com qualidade Boa ou Excelente por grupo

Em um levantamento do Google, clientes que melhoram a qualidade de seus anúncios de pesquisa responsivos de Péssimo para Excelente observam um aumento, em média, de 9% em cliques e conversões.

Leia também: Faturamento do e-commerce em 2022 já é 785% maior do que antes da pandemia

Para verificar a qualidade do anúncio, o Google recomenda utilizar a ferramenta Qualidade do Anúncio (ou Ad Strength) durante a configuração da campanha. Segundo a empresa, ela apresenta indicações que mostram o quão bem uma campanha está indo e faz recomendações, como melhoria de títulos e descrições. A Pontuação de Otimização, disponível na aba Recomendações, também pode ajudar.

2 – Incluir três ou mais extensões de imagens

Os títulos e descrições são úteis e necessários. Porém, o Google afirma que os usuários estão mais propensos a se envolver com formatos visuais, que facilitam o entendimento da mensagem por parte do público. Portanto, capriche na junção do texto com as imagens.

As três imagens únicas podem ser incluídas no Google Ads de diferentes formas, com destaque ao upload manual, ou com recurso dinâmico de ativação — que rastreiam a página de destino em busca de arquivos que combinem com seu anúncio. E há ainda o Media Picker, que trata da inclusão de perfil de mídia social, material de banco de imagens, entre outros.

3 – Disponibilizar quatro ou mais sitelinks para impressão

A inclusão de sitelinks (urls que direcionam os usuários a diferentes páginas a partir do mesmo anúncio) melhora a performance de uma campanha, afirma o Google. Neste caso, anunciantes podem ver um aumento médio de até 20% na taxa de cliques quando quatro desses links são exibidos com anúncios na Rede de Pesquisa.

Leia também: Varejistas de moda lançam guia de boas práticas para embalagens sustentáveis de e-commerce

Outra recomendação é utilizar o Google Analytics para entender quais páginas são mais populares e, a partir daí, usá-las na configuração de sitelinks — e compreender o que trabalha a favor do engajamento dos visitantes. A seguir, você acompanha um vídeo do Google que mostra mais detalhes sobre as indicações de divulgação na Rede de Pesquisa do Google.

Fonte: Google

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER