Projeto mantido por:

  Redação E-Commerce Brasil

Fundador de Pinduoduo deixa o cargo de CEO, mas mantém controle na empresa

Segunda-feira, 06 de julho de 2020   Tempo de leitura: 5 minutos

Colin Huang, o bilionário de 40 anos do Pinduoduo, renunciou ao cargo de diretor executivo da empresa na quarta-feira (1º), entregando as operações diárias ao chefe de tecnologia Chen Lei.

Também conhecido como Huang Zheng, o fundador permanecerá presidente do conselho, um dos dois membros de um super comitê administrativo chamado Pinduoduo Partnership, e mantém uma maioria significativa nos direitos de voto das empresas. Juntamente com a nomeação de Chen, a empresa nomeou um conselheiro geral e vice-presidente de finanças.

O novo capitão de Pinduoduo

Há cinco anos, Huang fundou a Pinduoduo, hoje a segunda maior plataforma de comércio eletrônico da China, junto com uma equipe formada por suas startups anteriores. Confira as atuais mudanças na empresa:

  • Chen Lei, o novo CEO, trabalhou ao lado de Huang como CTO do Xinyoudi, um estúdio de jogos lançado por Huang em 2011. Ele continuou trabalhando com Huang no Ouku.com como engenheiro arquiteto em 2007 e foi nomeado CTO de Pinduoduo em 2016.
  • Zhu Jianchong é vice-presidente sênior de estratégia e jurídico em Pinduoduo desde novembro de 2018. Zhu foi nomeado consultor geral da empresa na quarta-feira. Anteriormente, Zhu era sócio do escritório de Pequim da White & Case LLP, supervisionando fusões e aquisições públicas e privadas além-fronteiras, depois de desempenhar várias funções na Skadden, Arps, Slate, Meagher & Flom LLP.
  • Ma Jing foi nomeado vice-presidente de finanças. Ele começou em Pinduoduo em junho de 2018, vindo dos negócios da Chanel na China, onde ocupou cargos relacionados a finanças por 17 anos. Pinduoduo nunca teve um CFO, raro para uma empresa de tecnologia do seu tamanho. O cargo de vice-presidente de finanças de Ma é o equivalente mais próximo.

Leia também: Pinduoduo já é a segunda maior plataforma de e-commerce da China

Mudanças além da gerência

A mudança vai além de uma remodelação da gerência. Uma declaração regulatória mostrou que Huang reduziu suas participações pessoais em Pinduoduo de 43,3% para 29,4%, mas manteve um forte controle sobre a empresa com 80,7% das ações com direito a voto, ante 88,4%.

A mudança na participação de Huang ocorreu pouco depois da ampla cobertura da mídia de seu novo ranking como o segundo homem mais rico da China, substituindo Jack Ma do Alibaba. Huang, que tinha US$ 45,4 bilhões em 22 de junho, ficou ao lado do fundador e CEO da Tencent, Pony Ma, em patrimônio líquido.

Em uma carta aberta na quinta-feira (2), Huang detalha seu plano de distribuição de ações para várias novas iniciativas.

Huang transferiu aproximadamente 371 milhões de ações ordinárias, ou cerca de 7,74% do total de ações da empresa, para a Parceria Pinduoduo para apoiar pesquisas científicas fundamentais, atividades de responsabilidade social e incentivar ainda mais a gestão futura.

Além disso, a equipe fundadora de Pinduoduo doou um total de 113 milhões de ações da Pinduoduo, ou 2,37% do total, para a Starry Night Charitable Trust, uma fundação de caridade dedicada à promoção do desenvolvimento de responsabilidade social e pesquisa científica.

A transferência de Huang para o cargo de CEO pode parecer uma reminiscência da saída de Jack Ma da Alibaba no ano passado, mas tanto Huang quanto a empresa que ele construiu são muito mais jovens.

Embora Huang tenha dito que está deixando de executar as operações do dia-a-dia para fornecer “espaço e oportunidades para o crescimento da equipe”, ele continuará fortemente envolvido no planejamento estratégico da empresa.

Leia também: Empresas chinesas avançam no e-commerce e já superam a Amazon

As informações são do TechNode

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER