Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Google lança recurso que cria os anúncios da sua empresa – e toca sozinho a divulgação

Terça-feira, 11 de setembro de 2018   Tempo de leitura: 4 minutos

O Google lançou oficialmente, nesta terça-feira (11), o Campanhas Inteligentes, recurso de machine learning voltado para Micro e Pequenas Empresas (MPEs) que cria anúncios e escolhe automaticamente o público com mais chances de conversão em uma campanha publicitária.

Lançado em junho deste ano nos Estados Unidos, o sistema está sendo liberado aos poucos para o público brasileiro. Cerca de 50% dos usuários do Google Ads já pode utilizar a ferramenta no país. A novidade aparecerá automaticamente dentro da plataforma.

Como funciona

Com o software, será possível criar propagandas em apenas duas etapas.

Na primeira, o anunciante escolhe o objetivo daquela campanha de marketing — por exemplo, se a intenção é direcionar o público para o e-commerce, a loja física ou o atendimento telefônico.

No segundo passo, será preciso informar alguns dados, como exemplo de texto para o anúncio, raio de alcance da campanha, qual o site da loja (se houver), endereço, horário de funcionamento, telefones de contato, imagens e perfil no Google Meu Negócios. Quanto mais detalhes, melhor.

E pronto.

A partir de então, é com o sistema: baseado nessas informações, ele próprio cria anúncios e identifica usuários mais propensos a clicar nas propagadas. A máquina cruza dados de navegação dos potenciais consumidores para saber qual a necessidade do cliente e qual mensagem o impactaria de maneira mais efetiva.

Veja nas imagens abaixo:

Passo 1:

No primeiro passo do Campanhas Inteligentes, a empresa deve escolher qual é o objetivo da sua campanha
No primeiro passo do Campanhas Inteligentes, a empresa deve escolher qual é o objetivo da sua campanha

Passo 2:

Já no segundo basta, lojista informa dados da empresa para criar a campanha
Já no segundo passo, lojista informa dados da empresa e do produto para criar a campanha

“O pequeno lojista não se preocupa só com a publicação de anúncios. Ele vende, cuida da loja, faz a contabilidade da empresa”, afirmou Rodrigo Rodrigues, diretor de Soluções em Marketing do Google. “Se antes [no antigo AdWords] ele tinha de fazer configurações manuais para identificar melhor quem é o cliente, hoje a ferramenta consegue fazer isso por ele”.

Como consequência, os gastos com marketing devem diminuir — uma vez que, para empresas muito pequenas ou em início de operação, não será necessário contratar uma agência ou um profissional —, assim como o tempo investido na criação de publicidade. A ideia é levar melhores resultados ao lojista.

Segundo a gigante das buscas, testes internos mostram que o Campanhas Inteligentes apresenta resultados, em média, três vezes melhores do que o método tradicional.

“Faz muito sentido para os pequenos negócios que não precisam de estrutura de marketing muito complexa, mas que fazem o básico de anúncios”, explicou Marcella Motta, especialista em Produtos e Vendas do Google.

Correção de rota

Uma vez criada a campanha, a própria ferramenta aprimora os textos e os públicos para os quais aquele anúncio será apresentado. Segundo Rodrigues, ela lê os “sinais” deixados pelos usuários no uso de internet.

É possível identificar, por exemplo, se uma pessoa acabou de perder um voo — por meio de um cruzamento de dados que inclua o tempo de permanência no aeroporto, por exemplo — e procura uma hospedagem pela região. Dessa forma, um hotel pode enviar anúncios nos momentos em que os clientes mais precisam.

Quem discordar dos rumos tomados pelo Campanhas Inteligentes ou quiser alterar alguma informação da campanha — raio de atuação, orçamento etc — poderá fazer as mudanças normalmente.

Segundo Motta, “existe ainda um botão que possibilita ao usuário ir para um modo avançado”. Nesse caso, clientes com mais experiência e conhecimento do Google Ads conseguem editar todas as informações de maneira manual.

O recurso já estava disponível nos Estados Unidos e, na última semana, foi lançado na Inglaterra e na Irlanda. Nesta terça-feira, além do Brasil, o México também recebeu a novidade.

Por Caio Colagrande, da redação do E-Commerce Brasil

Deixe seu comentário

1 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Oferecimento:
Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.