Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Nos EUA, farmácias de bairro estão fechando por conta das grandes redes

Terça-feira, 22 de outubro de 2019   Tempo de leitura: 2 minutos

O crescente fechamento das farmácias americanas tende a atingir farmácias independentes e bairros de baixa renda, diz uma nova análise da JAMA Internal Medicine.

Uma em cada oito farmácias fechou entre 2009 e 2015, o que “afetou desproporcionalmente farmácias independentes e de bairros de baixa renda”, escreveu a análise liderada por pesquisadores da Universidade de Illinois, em Chicago.

Das 74.883 farmácias que operavam de 2009 a 2015, 12,8% (ou 9.564) foram fechadas em 2015, segundo dados da Universidade de Pesquisadores de Illinois Chicago \ foto: Brian Brainerd – Denver Post.

Gigantes farmacêuticas

O estudo ocorre em um período em que grandes redes de farmácias estão adicionando cada vez mais serviços de saúde liderados pela CVS Health, Walgreens Boots Alliance e Walmart. Essas cadeias também oferecem clínicas de varejo em muitas de suas lojas, atendidas por enfermeiros e outros clínicos.

E esse pode ser o principal motivo para o fechamento das farmácias de bairro. Afinal, os serviços adicionais das grandes redes e seus laços mais estreitos com as seguradoras de saúde podem estar prejudicando as redes independentes em bairros de baixa renda.

Quando essas cadeias maiores formam redes estreitas ou “preferenciais” que oferecem incentivos financeiros para manter uma das cadeias maiores, as farmácias independentes são prejudicadas, indica a pesquisa. Também sugere que mais ações poderiam ser feitas, a fim de as farmácias prestarem mais assistência e acesso aos pacientes dos EUA, principalmente nas áreas urbanas. E esse argumento atribui parte da culpa pelo fechamento de drogarias independentes aos legisladores dos EUA.

De acordo com os pesquisadores, essas descobertas sugerem que as políticas destinadas a reduzir o fechamento de farmácias devem considerar reformas nos pagamentos. Isso inclui aumento nas taxas de reembolso de medicamentos prescritos pelo Medicaid e Medicare.

A Walgreens fechou várias centenas de drogarias depois que comprou uma porção das farmácias da Rite Aid. O mesmo ocorreu com farmácias de varejo que entraram com pedido de proteção contra falência, como Fred’s e Shopko. CVS, Walgreens, Rite Aid e outras cadeias maiores compraram ou obtiveram acesso aos arquivos de prescrição dessas farmácias em leilões e outras vendas.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.