Redação E-Commerce Brasil

Facebook doará R$ 14 milhões para PMEs brasileiras

Terça-feira, 11 de agosto de 2020   Tempo de leitura: 2 minutos

O Facebook Brasil anunciou na segunda-feira (10) que doará R$ 14 milhões para mais de 1.270 pequenas e médias empresas. A ação faz parte do programa Global Grants, anunciado no início de 2020 e que prevê US$ 100 milhões (cerca de R$ 500 milhões) para apoiar 30 mil pequenas empresas em todo o mundo.

Na carta enviada à imprensa, assinada por Conrado Leister, diretor-geral do Facebook no Brasil, a empresa explica que, para ser elegível, a pequena ou média empresa precisa estar no mercado há pelo menos um ano, empregar de 2 a 50 pessoas e ter um endereço comercial nas áreas metropolitanas de São Paulo ou Brasília — regiões onde o Facebook tem escritórios no Brasil.

Créditos ou anúncios do Facebook

O objetivo é doar cerca de R$ 10.972,00 para cada empreendedor. O valor será entregue em dinheiro e em crédito de anúncios na plataforma. A estimativa da empresa é que as doações comecem a chegar às mãos dos empreendedores até o final de setembro.

As solicitações serão aceitas até o próximo domingo (16). O programa é aberto para empresas de qualquer setor e não é necessário que o empreendedor utilize as plataformas da empresa, como Facebook, Instagram ou WhatsApp.

Os empreendedores podem solicitar as doações no site fb.me/apoiofacebook.

Leia também: Facebook cria grupo para unir projetos de pagamento e comércio

As informações são do Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Deixe seu comentário

0 comentários

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.