Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

E-commerce faz esquenta para a Black Friday com Single’s day, diz Ebit

Sexta-feira, 22 de novembro de 2019   Tempo de leitura: 5 minutos

De acordo com um relatório divulgado pelo Ebit/Nielsen, o faturamento do e-commerce referente à Black Friday já começou. Os lojistas brasileiras aproveitaram o entusiasmo do Single’s Day, data chinesa de vendas online, comemorada no dia 11 de novembro, para oferecer promoções e aquecer as vendas online.

Faturamento dos 11 primeiros dias de novembro

O faturamento dos 11 primeiros dias do mês de novembro no comércio eletrônico foi de R$ 2,01 bilhões, em oposição aos R$ 1,67 bilhões faturados no mesmo período do ano passado. A variação corresponde a um aumento de 21%.

O cálculo do Ebit leva em consideração as vendas dos dias analisados, assim como o Single’s Day e as promoções de esquenta e preparo para a Black Friday.

Com relação ao número de pedidos, houve aumento de 12% em comparação ao ano passado. Foram realizados 4,77 milhões de pedidos este ano.

O ticket médio também teve aumento de 8%, de maneira que a média dos gastos do brasileiro para o período foi de R$ 422.

Fonte: Ebit | Nielsen – Período: 01/11 a 11/11/2019 vs 01/11 a 11/11/2018

Vendas por dispositivos mobile

Os dispositivos mobile foram responsáveis por 52,8% das compras realizadas entre dia 1 e 11 de novembro. O número surpreende, pois representa um aumento de 58% com relação aos pedidos feitos pelo mobile em 2018 no mesmo período.

O faturamento proveniente das compras mobile também aumento consideravelmente, 78% a mais do que no passado. R$ 1 bilhão em compras foram feitas por estes dispositivos. Além disso, o ticket médio aumento 10%.

Fonte: Ebit | Nielsen – Período: 01/11 a 11/11/2019 vs 01/11 a 11/11/2018.

Aumenta a importância do Single’s Day

Ano passado, o Single’s Day caiu em um domingo e neste ano a data foi celebrada em uma segunda-feira. Dessa forma, caiu em um dia com mais movimento e potencial de venda para o varejo.

Outro motivo foi a influência do Alibaba em divulgar o evento e criar promoções que repercutiram no mundo inteiro. Dentre as marcas brasileiras que aderiram às promoções de Single’s Day destacam-se Americanas, O Boticário, Carrefour, Renner e Magazine Luiza.

Fonte: Ebit | Nielsen  – Faturamento pelo dia do mês e pelo dia da semana.

Faturamento por região

Fonte: Ebit | Nielsen – Período: 01/11 a 11/11/2019 vs 01/11 a 11/11/2018

A região que mais se destacou em share de faturamento foi a Sudeste, com 56% das vendas. A região Norte, no entanto, foi a que mais se destacou em variação, com 90% com relação à participação das vendas no ano passado.

Variação diária – Single’s Day e esquenta para Black Friday

Fonte: Ebit | Nielsen

O levantamento realizado pelo Ebit/Nielsen leva em consideração o mesmo do mês em relação aos dias da semana deste ano em comparação ao faturamento de 2018.

Tanto o faturamento quanto a variação de faturamento anual foram maiores no dia do Single’s Day, dia 11 de novembro.

Categorias mais vendidas (share de produtos)

A categoria mais vendida nos primeiros 11 dias de novembro foi Moda e Acessórios, com 18% do share de pedidos em 2019. A que obteve mais variação com relação ao ano passado foi a de Bebês e Cia, aumentando 119% de um ano para outro.

O share de produtos das categorias Perfumaria e Cosméticos, Saúde, Livros e Informática tiveram redução.

Fonte: Ebit | Nielsen – Período: 01/11 a 11/11/2019 vs 01/11 a 11/11/2018

Categorias mais rentáveis

O share de faturamento mais alto do período foi o de Eletrodomésticos, seguido por Telefonia e Celulares. Outro destaque interessante é para a variação considerável das vendas e faturamento de produtos Eletrônicos e de Moda e Acessórios (maior categoria em share de pedidos).

Fonte: Ebit | Nielsen – Período: 01/11 a 11/11/2019 vs 01/11 a 11/11/2018

Que horas o brasileiro compra?

Diferente da Black Friday, o esquenta e o Single’s Day não são marcados pelas compras de madrugada. Os períodos em que o brasileiro mais comprou (em share de produtos e em faturamento), foram à tarde e à noite. Apenas 7% das compras foram realizadas durante a madrugada. Além disso, o movimento também não é significativo no período da manhã.

Fonte: Ebit | Nielsen – Período: 11/11/2019 vs 11/11/2018

 

Por Júlia Rondinelli, da redação E-Commerce Brasil.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.