Redação E-Commerce Brasil

Especialistas dão dicas para e-commerces venderem mais na Black Friday

Terça-feira, 12 de setembro de 2017   Tempo de leitura: 3 minutos

Em novembro, inicia-se um dos períodos de compras mais esperado do ano pelos consumidores: a Black Friday. A ação, que acontece no Brasil desde 2010, promove a venda de diversos produtos de diferentes categorias com descontos bastante competitivos.

Estudos revelam que a movimentação nos e-commerces neste período é 15 vezes maior se comparada aos demais dias, por isso varejistas de todos os segmentos enxergam a data como uma oportunidade para alavancar as vendas e diminuir os estoques.

Porém, para participar da ação e aproveitar o sucesso que a época promete, os e-commerces precisam se preparar com antecedência para conseguir bons resultados. De acordo com pesquisa divulgada pelo Google, a Black Friday deve movimentar R$ 2,2 bilhões em vendas pela internet em 2017. O estudo ainda mostra que 34% dos consumidores escolhem comprar neste período devido aos preços oferecidos.

Logística

A Mandaê, empresa especializada em logística para e-commerces, dá dicas aos empreendedores que desejam aproveitar a Black Friday em toda a sua intensidade. Confira:

  1. Tempo de entrega

Para o diretor de operações da Mandaê, Douglas Carvalho, o lojista precisa considerar o tempo de preparo para o envio do produto e calcular corretamente o prazo de entrega. Aqui, é necessário ter conhecimento sobre o estoque e preparação para estimar o prazo a ser informado ao cliente. Com o tempo de entrega bem alinhado, o varejista evita reclamações dos consumidores e reforça a credibilidade da marca.

  1. Foco em atender a alta demanda

O ideal é um planejamento integrado entre lojista e parceiro logístico, que reflita o mais ajustado plano comercial, sempre com foco em atender bem o comprador.

  1. Fazer com que o consumidor não desista da compra quando se depara com longos prazos de entrega

O consumidor quer ter segurança em sua compra e saber que pode contar com o lojista para atender às suas necessidades. Durante a Black Friday e outros períodos de pico de demanda, o consumidor entende que os prazos podem estar um pouco mais alongados devido ao movimento atípico. Contudo, ele exige clareza dessas informações e que o que foi prometido pelo lojista seja cumprido – nada pior que um prazo já alongado que ainda não é cumprido. Mostrar isso de forma transparente ao consumidor, até estabelecendo que o trade off entre prazo e preço é algo que vale a pena e, então, cumprir com o acordado, tende a ser uma grande alavanca de vendas e satisfação para ambas as partes.

  1. Oferecer diferenciais

Para os operadores da logística a data é cheia de desafios, mas todos têm interesse em oferecer um serviço de qualidade, mesmo com a alta demanda, pois este é o momento de conquistar e, sobretudo, fidelizar a base de clientes. O que os operadores mais se preocupam é em dar vazão à demanda dos clientes e, por isso, buscam alinhar uma programação efetiva para a data.

Isto pode incluir ajustes operacionais, como aumentar os horários de corte para envio, permitindo que mais encomendas sejam despachadas em um mesmo período, sem prejuízo aos prazos de entrega. Outras ações especiais também podem ser alinhadas, conforme cada perfil e demanda de embarcador – alguns, por exemplo, querem se diferenciar na data, oferecendo same-day delivery (entrega no mesmo dia). Entretanto, o conselho para o período é ter um planejamento sólido, alinhado e comprometido entre todos, para antes de tudo servir bem o consumidor.

Marketplace:

Para ajudar os sellers a terem mais sucesso de vendas nos principais marketplaces do País, o Gerente de Pré-Vendas do ANYMARKET, Rodolfo Helmbrecht, elencou quatro dicas de ouro:

  1. Faça seu produto brilhar: avalie seu histórico de vendas do ano anterior e, junto ao executivo de contas do marketplace, determine qual o melhor mix de produtos a ser oferecido e destacado para obter mais sucesso, levando em consideração a concorrência, o preço e o frete.
  1. Evite logística reversa: aposte na comunicação efetiva e detalhada dos produtos e capriche na descrição das características como dimensão, peso e recomendações de uso, entre outros, para evitar a logística reversa (devolução) e custos desnecessários.
  1. Planejamento: esteja preparado para uma data de grande demanda. Avalie seu histórico de vendas nas edições anteriores e se planeje para realizar a venda de um mês em um único dia. Faça uma estimativa do número de pedidos, tenha produtos em estoque, organize o faturamento e a entrega e, se necessário, contrate ajuda temporária, pois a Black Friday só termina quando o produto chega ao cliente.
  1. Tecnologia como aliada: com a estimativa do número de pedidos em mãos, organize uma reunião prévia com seus fornecedores de tecnologia para se assegurar que as aplicações estão preparadas para lidar com um número muito grande de pedidos ao longo de todo o dia. Além desse cuidado, tenha em mãos os contatos de todos os fornecedores de tecnologia para resolver rapidamente qualquer imprevisto.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

O projeto E-Commerce Brasil é mantido pelas empresas:

Hospedado por: Dialhost Transmissão de Webinars: Leads Qualificados: Dialhost Recrutamento & Seleção: Dialhost Métricas & Analytics: MetricasBoss People Marketing: Dialhost

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.