Acesso rápido
  Redação E-Commerce Brasil

Entrega de encomendas é o principal desafio dos e-commerces durante a Black Friday

Quarta-feira, 31 de outubro de 2018   Tempo de leitura: 1 minuto

A Mandaê, plataforma digital para empresas que buscam reduzir os custos de envio das suas encomendas e melhorar a qualidade das suas entregas, acaba de anunciar os resultados da pesquisa “Logística na Black Friday”, realizada, no último mês de setembro, em parceria com o E-Commerce Brasil, um dos principais portais do comércio eletrônico do País. 

De acordo com o levantamento, respondido por executivos de lojas online que participaram do evento em 2017, 36% afirmaram que a entrega das encomendas foi o maior desafio enfrentado no período. Já para 12%, a falta de produtos em estoque foi o principal gargalo. O estudo também revelou que a região Sudeste foi a mais afetada com problemas no envio dos produtos (73%) e de atendimento ao cliente (100%). 

Mesmo tendo sido a entrega a grande vilã da edição passada, 55% dos entrevistados não pretendem agir preventivamente para atenuar estas mesmas falhas em 2018. Já 18% dos respondentes afirmaram que investirão em sistemas de gestão de fretes, 17% em rastreamento, 7% em prevenção de ocorrências e 3% em outras ferramentas. 

“Atualmente, diversos serviços estão disponíveis para facilitar o transporte de encomendas. A tecnologia tem sido uma ferramenta chave para que os desafios com as entregas sejam mitigados. Sistemas de rastreamento, gestão de ocorrências, roteirização, entre outros, conseguem atualizar o comprador sobre a localização de seu pacote, o que o deixa mais seguro, além de auxiliar os embarcadores a coordenarem de forma mais assertiva as suas frotas”, explica o cofundador e head de operações da Mandaê, Karim Hardane.  

Sobre forma de envio das encomendas, a maior parcela dos participantes, 62%, utilizará o transporte convencional, 20% o “compre online e retire na loja”, 10% transportes alternativos, 6% modal aéreo e apenas 2% pontos de retiradas, como armazéns. 

Já frete grátis será um diferencial oferecido por apenas 36% dos e-commerces que responderam à pesquisa. Deste total, 24% afirma que a gratuidade já faz parte da política da empresa, 8% adotará a alternativa apenas para a Black Friday e 4% aplicará o frete grátis por acreditar que o volume de vendas compensará a taxa zero. 

“Elaborar boas promoções e fazer uso de mecanismos diferenciados, que garantam uma experiência perfeita de entrega para o consumidor, são estratégias essenciais para o empreendedor que não está visando apenas a Black Friday. Quem não é afeito ao imediatismo e tem visão de longo prazo tem a oportunidade única de fidelizar o seu cliente e ainda garantir retorno financeiro durante todo o ano”, aconselha Hardane. 

Aumento de vendas na Black Friday 

Muitas lojas online estão com boas expectativas para a Black Friday deste ano, que acontece anualmente no dia 23 de novembro. Para otimizar os resultados com gancho no evento, 38% dos entrevistados farão Black Week, em que os descontos serão aplicados durante toda a semana, 20% apostarão no Black November, promoções durante todo o mês de novembro, 12% participarão da campanha somente no dia e 5% não farão promoções. Uma fatia de 25% dos respondentes ainda não decidiu se participará ou não da Black Friday 2018. 

“Vemos na Black Friday uma grande chance para alavancar as vendas dos e-commerces. Porém, é necessário um planejamento para que a ação seja bem executada. Imprevistos podem acontecer, mas temos que trabalhar de forma preventiva. É importante que você consiga criar uma boa campanha de marketing, tenha preços e produtos realmente atrativos e, principalmente, que consiga entregar as encomendas efetuadas dentro do prazo e com a melhor qualidade possível”, explica Hardane. 

O estudo mostrou que o evento é vantajoso para grande parte dos comércios eletrônicos. 36% esperam um crescimento de até 50% no volume de vendas, 21% esperam crescer até 100% com a ação, 16% planejam aumentar 10% e 6% projetam um retorno de mais de 200%. Entretanto, 21% dos respondentes não tem uma perspectiva definida para o período. 

Perfil dos entrevistados: 

O foco da pesquisa foram os executivos de e-commerces que participaram da Black Friday em 2017. A região Sudeste se destacou, com 77% dos respondentes, seguida pela região Sul (17%). Os outros 6% são provenientes das demais regiões do Brasil. 

No quesito cargo, 41% dos entrevistados ocupam funções de diretores, gerentes ou coordenadores de e-commerce. Já 25%, são CEOs das empresas. Em destaque, 26% representa os setores de moda e acessórios, 11% móveis e decoração, 8% eletrodomésticos e 4% de informática.

Deixe seu comentário

0 comentário

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentando como Anônimo

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de todas as novidades, eventos, cursos, conteúdos exclusivos e muito mais.

Obrigado!

Você está inscrito em nossa Newsletter. Enviaremos, periodicamente, novidades e conteúdos relevantes para o seu negócio.

Não se preocupe, também detestamos spam.